Douglas Luiz - Vasco x Joinville

Após título com a Seleção sub-20, Douglas está de volta ao Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

RADAR/LANCE!
18/10/2016
13:56
Rio de Janeiro (RJ)

Cria das categorias de base do Vasco, Douglas Luiz está de volta à equipe. Após conquistar o título do Quadrangular com a Seleção Brasileira sub-20, neste último fim de semana, o volante retorna para o clube cruzmaltino nesta terça-feira. Desde de estreou no time profissional, Douglas tem mostrado bom desempenho. Sua equipe, no entanto, decaiu nas últimas rodadas e perdeu a liderança da Série B do Brasileiro para o Atlético-GO. Para os especialista do LANCE!, o retorno do volante pode ajudar a equipe comandada por Jorginho a recuperar os bons momentos. Confira as análises. 

ANDRÉ SCHMIDT - Blogueiro do LANCE!

Douglas Luiz será fundamental nesta reta final de Série B. Foi após sua entrada que o time melhorou a saída de bola e conseguiu algumas boas atuações, como na vitória sobre o Atlético Goianiense e no empate com o Santos. Seu retorno dará a Jorginho a oportunidade de escalar a mesma formação destes jogos, com Andrezinho e o garoto fazendo a ligação e aparecendo para concluírem as jogadas. Isso faz com que Diguinho - ou outro volante mais fixo - não avance tanto, dando menos espaço na defesa, como aconteceu contra o CRB. Essa transição é um dos pontos críticos do time e certamente irá melhorar caso Douglas volte atuando no mesmo nível em que foi defender a Seleção Brasileira Sub-20.

EDUARDO MANSELL - Editor do LANCE!

O Douglas quando entrou teve boas atuações e é um jogador da base, o que faz a torcida ter um pouco mais de simpatia, perdoando alguns erros. Mesmo sendo um momento tenso, pode ser uma boa alternativa para o Jorginho. Até porque, o Fellype Gabriel está ainda longe da forma ideal e o Julio dos Santos não consegue render o que dele se espera.

EDUARDO TIRONI - Colunista do LANCE!

Apenas um jogador não fará muita diferença no desempenho do time. O que ocorre é que o elenco é veterano, o fim da temporada está chegando. E as vitórias estão rareando, colocando pressão no grupo. Só um jogador não muda muita coisa.