icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/08/2015
09:30

Apesar de inúmeras tentativas, ninguém em São Januário consegue explicar o motivo de tamanha diferença das campanhas do Vasco na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro. Sem tempo para perder, os jogadores já decidiram o que fazer para, ao menos, aproximar o rendimento nas duas competições: tratar cada uma das próximas 18 rodadas do Brasileirão como se fosse uma decisão. Ou seja, com o espírito que o time joga na Copa do Brasil.

O primeiro desafio será neste sábado, contra o Figueirense, às 18h30, no Maracanã. Por ser um adversário direto na parte de baixo da tabela, a vitória é imprescindível. Por isso, a nova filosofia cruz-maltina já será colocada em prática contra os catarinenses, como disse o meia Nenê.

- É um jogo importantíssimo, uma final. Todos os jogos agora são finais. A realidade é complicada, mas estamos com foco e vamos continuar com a mesma dedicação do jogo de ontem. Com certeza as coisas vão mudar e vamos sair dessa situação no Brasileirão - comentou.

Realmente, a realidade não é das melhores. Afinal, o Vasco só acumula números negativos no Brasileirão. Além de estar na última posição, o Cruz-Maltino precisa de nove pontos para sair da zona de rebaixamento, é quem menos venceu (três vezes), mais perdeu (13 vezes), menos fez gols (oito) e mais sofreu (34). As chances de queda são de 95%, segundo o matemático Tristão Garcia.

Diante de tanta negatividade, a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, quarta-feira, após eliminar o Flamengo, traz uma mínima sensação de que as coisas podem melhorar. O técnico Jorginho usa o confronto com o maior rival como exemplo para as próximas rodadas do Campeonato Brasileiro.

- Creio que o maior combustível foi ver que é possível. Não viramos o jogo contra o Flamengo, mas a situação. A equipe pode sair dessa situação que se encontra. Mas, já viramos a página do Flamengo e estamos concentrados contra o Figueirense, que eliminou, na Copa do Brasil uma grande equipe, candidata ao título brasileiro (Atlético-MG) - disse.

Ou seja, ao Vasco não resta outra alternativa senão vencer o máximo de jogos que puder. Faltam 18 partidas até o fim. Serão 18 decisões.

PROJEÇÃO PARA CHEGAR AOS 45 PONTOS

FIGUEIRENSE (C)
Vitória - Jogo em casa contra adversário direto na parte de baixo da tabela.

INTERNACIONAL (F)
Derrota - Jogo fora de casa contra um time que costuma ser forte em seus domínios.

ATLÉTICO-MG (C)
Empate - Jogo em casa, mas contra um time forte e que briga pelo título brasileiro.

PONTE PRETA (F)
Empate - Jogo fora de casa contra uma equipe que subiu de produção com Doriva.

ATLÉTICO-PR (C)
Vitória - Jogo em casa contra uma equipe que sonha com a Libertadores.

CRUZEIRO (F)
Empate - Jogo fora de casa contra o atual campeão, mas que capenga no Brasileiro.

SPORT (C)
Vitória - Jogo em casa diante de um time bem armado, mas vencer é fundamental.

FLAMENGO (N)
Vitória - Clássico no Maracanã contra um rival que vem perdendo para o Vasco em 2015.

AVAÍ (F)
Empate - Jogo fora de casa contra adversário direto na luta contra a queda.

CHAPECOENSE (C)
Vitória - Jogo em casa contra um time que está no meio da tabela do campeonato.

SÃO PAULO (F)
Derrota - Jogo fora de casa diante de um time que briga por vaga na Libertadores.

GRÊMIO (C)
Vitória - Jogo em casa contra time que sonha com título, mas vitória daria força ao Cruz-Maltino.

FLUMINENSE (N)
Vitória - Clássico contra um rival que já venceu duas vezes somente nesta temporada.

PALMEIRAS (F)
Derrota - Jogo fora de casa contra um time forte e que briga por vaga na Libertadores.

CORINTHIANS (C)
Derrota - Jogo em casa, mas diante do líder e favorito ao título do Brasileirão.

JOINVILLE (F)
Empate - Jogo fora de casa, mas contra um adversário direto na luta contra o descenso.

SANTOS (C)
Vitória - Jogo em casa, pela penúltima rodada. Vitória é obrigação para não cair.

CORITIBA (F)
Vitória - Jogo fora de casa, última rodada, contra adversário direto. Vencer para se livrar.

Apesar de inúmeras tentativas, ninguém em São Januário consegue explicar o motivo de tamanha diferença das campanhas do Vasco na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro. Sem tempo para perder, os jogadores já decidiram o que fazer para, ao menos, aproximar o rendimento nas duas competições: tratar cada uma das próximas 18 rodadas do Brasileirão como se fosse uma decisão. Ou seja, com o espírito que o time joga na Copa do Brasil.

O primeiro desafio será neste sábado, contra o Figueirense, às 18h30, no Maracanã. Por ser um adversário direto na parte de baixo da tabela, a vitória é imprescindível. Por isso, a nova filosofia cruz-maltina já será colocada em prática contra os catarinenses, como disse o meia Nenê.

- É um jogo importantíssimo, uma final. Todos os jogos agora são finais. A realidade é complicada, mas estamos com foco e vamos continuar com a mesma dedicação do jogo de ontem. Com certeza as coisas vão mudar e vamos sair dessa situação no Brasileirão - comentou.

Realmente, a realidade não é das melhores. Afinal, o Vasco só acumula números negativos no Brasileirão. Além de estar na última posição, o Cruz-Maltino precisa de nove pontos para sair da zona de rebaixamento, é quem menos venceu (três vezes), mais perdeu (13 vezes), menos fez gols (oito) e mais sofreu (34). As chances de queda são de 95%, segundo o matemático Tristão Garcia.

Diante de tanta negatividade, a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, quarta-feira, após eliminar o Flamengo, traz uma mínima sensação de que as coisas podem melhorar. O técnico Jorginho usa o confronto com o maior rival como exemplo para as próximas rodadas do Campeonato Brasileiro.

- Creio que o maior combustível foi ver que é possível. Não viramos o jogo contra o Flamengo, mas a situação. A equipe pode sair dessa situação que se encontra. Mas, já viramos a página do Flamengo e estamos concentrados contra o Figueirense, que eliminou, na Copa do Brasil uma grande equipe, candidata ao título brasileiro (Atlético-MG) - disse.

Ou seja, ao Vasco não resta outra alternativa senão vencer o máximo de jogos que puder. Faltam 18 partidas até o fim. Serão 18 decisões.

PROJEÇÃO PARA CHEGAR AOS 45 PONTOS

FIGUEIRENSE (C)
Vitória - Jogo em casa contra adversário direto na parte de baixo da tabela.

INTERNACIONAL (F)
Derrota - Jogo fora de casa contra um time que costuma ser forte em seus domínios.

ATLÉTICO-MG (C)
Empate - Jogo em casa, mas contra um time forte e que briga pelo título brasileiro.

PONTE PRETA (F)
Empate - Jogo fora de casa contra uma equipe que subiu de produção com Doriva.

ATLÉTICO-PR (C)
Vitória - Jogo em casa contra uma equipe que sonha com a Libertadores.

CRUZEIRO (F)
Empate - Jogo fora de casa contra o atual campeão, mas que capenga no Brasileiro.

SPORT (C)
Vitória - Jogo em casa diante de um time bem armado, mas vencer é fundamental.

FLAMENGO (N)
Vitória - Clássico no Maracanã contra um rival que vem perdendo para o Vasco em 2015.

AVAÍ (F)
Empate - Jogo fora de casa contra adversário direto na luta contra a queda.

CHAPECOENSE (C)
Vitória - Jogo em casa contra um time que está no meio da tabela do campeonato.

SÃO PAULO (F)
Derrota - Jogo fora de casa diante de um time que briga por vaga na Libertadores.

GRÊMIO (C)
Vitória - Jogo em casa contra time que sonha com título, mas vitória daria força ao Cruz-Maltino.

FLUMINENSE (N)
Vitória - Clássico contra um rival que já venceu duas vezes somente nesta temporada.

PALMEIRAS (F)
Derrota - Jogo fora de casa contra um time forte e que briga por vaga na Libertadores.

CORINTHIANS (C)
Derrota - Jogo em casa, mas diante do líder e favorito ao título do Brasileirão.

JOINVILLE (F)
Empate - Jogo fora de casa, mas contra um adversário direto na luta contra o descenso.

SANTOS (C)
Vitória - Jogo em casa, pela penúltima rodada. Vitória é obrigação para não cair.

CORITIBA (F)
Vitória - Jogo fora de casa, última rodada, contra adversário direto. Vencer para se livrar.