David Nascimento
13/01/2018
14:44
Rio de Janeiro (RJ)

O sábado foi de protesto em frente ao portão principal de São Januário. Cerca de 150 torcedores, por aproximadamente 1h30, protestaram contra o atual presidente Eurico Miranda, que no atual cenário político há a expectativa de derrota para Julio Brant, candidato de oposição, na próxima semana - a data ainda não foi confirmada. Vascaínos de várias gerações participaram, com gritos de ordem, faixas, cartazes e fogos de artifício a todo momento.

Nos arredores de São Januário o policiamento foi reforçado. A reportagem do LANCE! flagrou ao menos cinco viaturas posicionadas. Apesar de em certo momento ter tido uma ameaça de invasão ao estádio, o protesto foi pacífico. O grito ouvido em um maior número de vezes durante a manifestação foi o "Fora, Eurico". Xingamentos contra o presidente - que tem mandato válido até terça-feira" também foram ouvidos.

Os torcedores do Vasco também pediram a anulação da urna 7 mais uma vez. Na decisão atual da juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves - que também foi elogiada pela torcida -, da 52ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, os votos desta urna estão invalidados - é o que garante a vitória da chapa de Julio Brant. Vale lembrar que caso a urna seja validada, a vitória passaria a ser da chapa de Eurico Miranda. Na tarde deste sábado, o Vasco cumpriu parte da última decisão judicial, retificando a ata tirando a urna 7.

Vale lembrar que na noite da última sexta-feira, Eurico Miranda, via Vasco, entrou com mandado de segurança no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, para tentar mudar as decisões de do Tribunal de Justiça do Estado do Rio. A apelação em última instância tem como objetivo fazer com que os votos da urna 7 voltem a valer. Uma decisão deve ser dada até terça-feira. Nos bastidores, a expectativa é pela rejeição da ação.

Com a decisão atual vigente da Justiça de anular os votos da urna 7 da primeira parte da eleição do Vasco, realizada em novembro de 2017, a chapa de Julio Brant tem o direito de levar 120 nomes para o Conselho, enquanto a chapa de Eurico Miranda terá 30 cadeiras. Eles se juntam a 150 conselheiros natos e vão eleger o novo presidente do Vasco, que comandará o Cruz-Maltino no triênio 2018-2020.

> Confira a seguir um vídeo da manifestação:

placeholder