Éderson - Vasco x Criciúma

O Vasco é o líder da Série B do Brasileirão (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven)

LANCE!
10/08/2016
10:52
Rio de Janeiro (RJ)

Aos poucos o Vasco vai voltando à rotina. Depois da pausa na Série B do Campeonato Brasileiro, o time de São Januário iniciou a preparação para o duelo contra o Sampaio Corrêa, no próximo sábado (20), às 16h30, no Kleber Andrade, em Cariacica.

Esse intervalo no meio do Brasileirão pode ajudar a equipe a resolver alguns problemas e evitar lesões. Por outro lado, o ritmo de jogo também pode ser afetado. Élio Carravetta, coordenador de preparação física do Internacional, acredita que essas pausas não programadas no calendário todo ano podem ajudar equipes que passam por um momento de irregularidade.

- Depende. Se a pausa é regular dentro da competição, é boa. Quando é longa, entra em um processo de transição. Muitas vezes as equipes que estão na ponta já tem um alto nível de competitividade e um planejamento, e isso pode ser ruim. Para os times que não têm regularidade e estão mal, pode ser bom. Isso desequilibra a competição. Não vai favorecer, mas sim provocar desequilíbrio. Prefiro que exista um equilíbrio, uma certa racionalidade para que possa existir um melhor planejamento. Isso implica em uma melhor promoção do campeonato e na melhora dos jogadores - disse ao LANCE!.

Carravetta ainda criticou o calendário do futebol brasileiro. Mesmo com a parada na Série B durante uma parte do período dos Jogos Olímpicos, a Série A seguiu com as partidas, ponto criticado por técnicos e jogadores.

- Primeiro nós precisamos de um calendário uniforme, que tenha como objetivo a promoção do futebol brasileiro. Tem alguma coisa que deveria ser mais trabalhada dentro disso. A própria relação da experiência do esporte com as pessoas. Isso está faltando ao Brasil. O campeonato deveria ter uma proposta de promover e esse é um ponto importante. Precisamos pensar uma forma de fazer isso respeitando as próprias peculiaridades do Brasil, como distância e clima - completou.