David Nascimento
06/01/2017
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

A busca pelo Vasco por reforços, ainda mais para o setor do ataque, não sendo nomes únicos - Muriqui foi anunciado nos últimos minutos de quinta-feira e a conversa por Luis Fabiano avançou, apesar de não ainda não concluída -, acontece por conta dos desligamentos feitos no setor. Jorge Henrique e Junior Dutra, por exemplo, foram afastados e se apresentarão em São Januário para treinamentos em separado apenas na quinta-feira. O clube busca acordo de rescisão com eles ou interessados em tê-los por empréstimo.

Além dos dois, Leandrão foi outro atacante que foi desligado do Vasco, apesar de nos meses finais da temporada passada não ter sido utilizado com frequência no time titular pelo então técnico Jorginho. Ele vem em negociação para defender as cores do Boavista no Campeonato Carioca de 2017, enquanto o vínculo com o Vasco não acaba.

Vale lembrar também que o Vasco tem outros nomes na lista de desligados, de outras posições além do ataque. Na lateral esquerda, Julio Cesar não faz parte dos planos, assim como o volante Diguinho. A dupla também se reapresentará na quinta-feira, no clube.

Para minimizar o problema na posição, quem deve ganhar mais oportunidades no Vasco nesta temporada é Eder Luis. O atacante é do agrado do técnico Cristovão Borges e deve ser utilizado com mais frequência ao longo dos jogos neste 2017. O comandante vascaíno ainda conta com Thalles, Éderson e Caio Monteiro para a posição do ataque.


Outro ponto que vale lembrar é o de que Éderson, inicialmente, esteve na lista de desligamentos do Vasco para 2017, mas em um segundo momento de avaliação de Cristovão Borges, foi retirado da lista e ganhará uma nova oportunidade do novo treinador da equipe ao longo das partidas disputadas nesta temporada.