Jorginho (Foto: Flickr Oficial Vasco)

Jorginho topou o desafio, o time melhorou, mas pode não ser osuficiente (Foto: Flickr Oficial Vasco)

LANCE!
21/11/2015
10:40
Rio de Janeiro (RJ)

O "empate com sabor de derrota" contra o Corinthians, como disse o técnico Jorginho, complicou bastante a vida do Vasco no Campeonato Brasileiro. Agora a equipe está a quatro pontos do Avaí, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Tudo isso faltando apenas três rodadas. São nove pontos em disputa. A conta ficou simples, porém difícil: precisa vencer os três jogos que faltam.

Segundo o matemático Tristão Garcia, da Academia LANCE!, a chance de rebaixamento passou a ser de 94%. O Cruz-Maltino enfrenta o Joinville amanhã, fora de casa, o Santos dia 29 e Coritiba em 6 de dezembro. Com os resultados da rodada anterior, a equipe pode ser rebaixada amanhã, caso não vença os catarinenses e Avaí e Figueirense derrotem Fluminense e Chapecoense, respectivamente.

- Piorou em relação ao último jogo porque antes havia conseguido uma vitória espetacular fora de casa (Palmeiras), mas agora tropeçou em casa. Continua difícil, como em toda competição. Essa é a realidade do Vasco. A competição vai terminando e o time não consegue vencer. Os torcedores devem ter esperança, mas tem de ganhar todas - comentou o matemático.


Em São Januário, o abatimento ficou visível após o empate com o Corinthians. Apesar de atuar com um a menos durante boa parte do segundo tempo e ainda assim conseguir abrir o placar, o gol de empate dos paulistas foi um banho de água fria. Sensato, porém confiante, o técnico Jorginho admite que a situação ficou mais complicada, mas mantém a confiança.

- Sabemos que dificultou bastante, pois o percentual de pontuação (para se salvar) elevou. Mas primeiro temos que ganhar do Joinville e depois pensar nas outras partidas. Vamos passo a passo. A situação é difícil, mas já estivemos bem mais longe - disse.

O Vasco treina neste sábado à tarde, em São Januário, e viaja no início da noite, em voo fretado, para a capital catarinense. O pensamento é apenas um: trazer os três pontos.