David Nascimento
17/11/2016
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

Vinte e dois de novembro de 2014. O Vasco garantia a volta à elite ao empatar com o Icasa, com grande atuação do goleiro Martin Silva. Dois anos mais tarde, a equipe se prepara para o possível novo acesso e conta com o retorno do uruguaio, desfalque nas últimas duas rodadas, por defender o Uruguai nas Eliminatórias para a Copa-2018. A missão do goleiro será a mesma: passar tranquilidade para o pesadelo acabar.

Contra o Criciúma, sábado, em Santa Catarina, Martin Silva tem condições de repetir os bons desempenhos que o caracterizaram desde que chegou ao Vasco. Em momentos ímpares como o que promete ser neste fim de semana, o goleiro coloca a experiência internacional que tem aos seus 33 anos para dar a segurança necessária para o setor defensivo não falhar.

Desde sua chegada, o goleiro aumentou gradativamente a identificação com o Cruz-Maltino. Nas 140 vezes que entrou em campo não decepcionou e tem um bom aproveitamento – com ele, a equipe venceu 68 vezes, empatou 47 e perdeu somente em 25 jogos. O retorno do arqueiro aos trabalhos na tarde desta quinta-feira é comemorado levando as estatísticas em consideração, inclusive.

O ambiente do Vasco nesta semana por si só já está tranquilo, após a última semana de forte pressão sobre o grupo. Agora com Martin Silva de volta, a tranquilidade tende a aumentar ainda mais, como a confiança no acesso antecipado. A cada defesa que o camisa 1 fizer em Santa Catarina será para a história vascaína. O uruguaio está embalado para ficar marcado em mais um acesso. Para ser o último do Cruz-Maltino.

MOMENTOS ANO A ANO

2014
Chegou ao Vasco no início do ano e teve papel decisivo principalmente no jogo que selou o acesso da equipe na Série B do Campeonato Brasileiro, fazendo defesas importantes diante do Icasa.

2015
Apesar de um início de Série A ruim, Martin Silva voltou a crescer no segundo semestre e ao lado de Nenê e companhia foi essencial no fato de a equipe ter chegado na última rodada ainda com chance de evitar a queda.

2016
Martin Silva neste ano também figura com a sua importância. Na série invicta de 34 jogos, por exemplo, esteve em campo em 27 e com números que impressionam quem acompanha o Vasco: foram 16 jogos invictos e somente 12 gols sofridos durante o período.