Jorginho e Zinho - Vasco x Criciúma

Jorginho e Zinho têm o grande desafio na temporada pelo Vasco nesta quarta-feira (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven)

David Nascimento
24/08/2016
08:00
Santos (SP)

È um ano de certezas para o Vasco. Passou 34 jogos invicto, foi campeão desta forma do Carioca, lidera com folga a Série B do Brasileiro e nesta quarta-feira, às 19h30, diante do Santos, tem o maior desafio da temporada até agora. A partida, válida pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, além das dificuldades, é carregada pela importância na busca de uma vaga na próxima Libertadores. Será confronto contra adversário que luta para estar no G4 da Série A.

Jorginho, porém, diz não temer o rival para chegar às quartas de final da Copa do Brasil. O técnico do Vasco sabe da responsabilidade que tem na competição, mas lembrou os clássicos que a equipe disputou no primeiro semestre (contra Flamengo, Fluminense e Botafogo), com nenhuma derrota e boas atuações. O comandante vascaíno também enfatizou o trabalho feito por Dorival Junior como treinador do Santos.

– Santos é uma das lideranças do Campeonato Brasileiro. Temos visto o excelente trabalho que o Dorival tem feito. Campeão paulista, grandes jogos e toda estrutura na base, tem o maior número de jogadores criados ali, já jogam juntos há muito tempo. É um desafio muito grande, mas já enfrentamos equipes deste nível, principalmente os clássicos no Carioca. Vamos encarar com possibilidade de passar de fase – afirmou.

Na Série B do Brasileiro, o Vasco está com o acesso bem encaminhado. Restando 18 rodadas a serem disputadas, a equipe está na liderança com 40 pontos, cinco a mais do segundo colocado e sete a mais do primeiro time fora da zona de acesso. Conseguindo o retorno com antecedência, o Vasco poderá focar apenas na Copa do Brasil.

– Seria o ápice para o ano voltar à elite do futebol brasileiro classificado também para Libertadores. Seria um ano extraordinário, de ouro. Vem pedreira por aí. Sabemos a qualidade do Santos. Um time veloz e com muita qualidade técnica. Para chegar ao objetivo, vamos ter que matar um leão de cada vez. O desafio é bom. É um jogo de 180 minutos, temos que saber jogar. Temos uma das maiores torcidas do Brasil e não temos que temer ninguém – finalizou.

O site do LANCE! transmite a partida em tempo real.