David Nascimento
02/10/2017
21:32
Rio de Janeiro (RJ)

Candidato da Chapa Sempre Vasco à eleição presidencial de 7 de novembro, Julio Brant falou ao LANCE! sobre a união das chapas de oposição de Fernando Horta, do Mudança com Segurança, ganhando o apoio de Otto Carvalho, da então Ao Vasco Tudo, anunciada na noite desta segunda-feira. De acordo com Brant, a chapa de Horta, agora com Otto, é de "junção" com o atual presidente Eurico Miranda, que concorre pela chapa de situação "Reconstruindo o Vasco". Seria, segundo ele, "a chapa fake do Eurico".

- É a chapa fake do Eurico. Todos juntos com o Eurico para fechar e repartir o Vasco entre eles. É uma chapa que nasce da mesma raiz, da mesma diretoria. O Horta ainda é vice presidente do clube. É a manutenção no poder dos que rebaixaram o Vasco. Pro bem do nosso clube, temos que lutar contra isso. Somos oposição ao modelo de gestão que vem sendo praticado no Vasco nos últimos 20 anos e que trouxe o clube até o desastre que vemos hoje - afirmou Julio Brant.

Fernando Horta segue como cabeça de chapa. No acordo costurado entre as partes, Otto Carvalho continuaria no comando do Conselho Fiscal do Vasco - atualmente, ele já é o presidente do órgão cruz-maltino. Eduardo Rebuzzi, outro nome do grupo político "Ao Vasco Tudo", assumiria o Conselho Deliberativo. Diego Carvalho, atualmente também no CoFi e nome que compõe a formação da chapa de Otto, também ficaria com um cargo, mas ainda não há definição sobre qual.

Concorrem na eleição presidencial do Vasco pela situação Eurico Miranda (Reconstruindo o Vasco) e pela oposição Julio Brant (Sempre Vasco), Fernando Horta (Mudança com Segurança) e Alexandre Campello (Frente Vasco Livre). Novas uniões da oposição não estão descartadas, mas a expectativa é que não seja em cima do nome de Horta. No cenário político atual do Vasco, com as conversas que correm pelos bastidores, a eleição presidencial deve ser disputada por três candidatos.