icons.title signature.placeholder João Matheus Ferreira
icons.title signature.placeholder João Matheus Ferreira
22/08/2015
08:00

Dizer que será difícil escapar do rebaixamento está proibido em São Januário. A partir de agora, a visão é diferente: a palavra utilizada para descrever a situação do Vasco no Campeonato Brasileiro será “acreditar”. Pelo menos foi esse o combinado entre o técnico Jorginho e os jogadores. O primeiro desafio será nesta noite, contra o Goiás, às 18h30, no Serra Dourada. O site LANCE! transmite a partida em tempo real.

Após a vitória sobre o Flamengo, pela Copa do Brasil, a equipe precisa virar a chave e focar no Campeonato Carioca. A campanha ruim – último colocado, pior ataque, pior defesa, time que menos venceu e mais perdeu – seria sinônimo de descrença. O técnico Jorginho, que estreou no meio da semana, explicou esse acordo com os atletas.

- Existem duas possibilidades quando você se vê diante de uma dificuldade: pode dizer que é muito difícil ou que tem todas as condições de ultrapassar aquela dificuldade. Eu sou um cara que penso sempre na segunda e procurei passar isso aos jogadores – disse o treinador.

Para exemplificar a visão otimista da situação, Jorginho voltou ao tempo e lembrou de algumas situações que viveu na infância difícil na Zona Norte do Rio de Janeiro.

- Olhava para a realidade que tinha dentro de casa quando era novo. Tive um irmão viciado em drogas e outro em álcool. Graças a Deus hoje os dois estão curados. Não via perspectiva morando em Guadalupe, no complexo do Muquiço. Tudo o que via na frente da minha casa era a Comlurb, sem desrespeitar, claro. Mas eu queria algo mais para a minha vida e fui em busca desse sonho. Dei meu coração e minha vida para aquilo que eu acreditava - complementou o comandante vascaíno.

A vitória é vista como fundamental pelo Vasco. Tanto para melhorar na tabela quanto para, quem sabe, iniciar a reação no Brasileirão.

Dizer que será difícil escapar do rebaixamento está proibido em São Januário. A partir de agora, a visão é diferente: a palavra utilizada para descrever a situação do Vasco no Campeonato Brasileiro será “acreditar”. Pelo menos foi esse o combinado entre o técnico Jorginho e os jogadores. O primeiro desafio será nesta noite, contra o Goiás, às 18h30, no Serra Dourada. O site LANCE! transmite a partida em tempo real.

Após a vitória sobre o Flamengo, pela Copa do Brasil, a equipe precisa virar a chave e focar no Campeonato Carioca. A campanha ruim – último colocado, pior ataque, pior defesa, time que menos venceu e mais perdeu – seria sinônimo de descrença. O técnico Jorginho, que estreou no meio da semana, explicou esse acordo com os atletas.

- Existem duas possibilidades quando você se vê diante de uma dificuldade: pode dizer que é muito difícil ou que tem todas as condições de ultrapassar aquela dificuldade. Eu sou um cara que penso sempre na segunda e procurei passar isso aos jogadores – disse o treinador.

Para exemplificar a visão otimista da situação, Jorginho voltou ao tempo e lembrou de algumas situações que viveu na infância difícil na Zona Norte do Rio de Janeiro.

- Olhava para a realidade que tinha dentro de casa quando era novo. Tive um irmão viciado em drogas e outro em álcool. Graças a Deus hoje os dois estão curados. Não via perspectiva morando em Guadalupe, no complexo do Muquiço. Tudo o que via na frente da minha casa era a Comlurb, sem desrespeitar, claro. Mas eu queria algo mais para a minha vida e fui em busca desse sonho. Dei meu coração e minha vida para aquilo que eu acreditava - complementou o comandante vascaíno.

A vitória é vista como fundamental pelo Vasco. Tanto para melhorar na tabela quanto para, quem sabe, iniciar a reação no Brasileirão.