Jorginho

Jorginho orienta jogadores durante jogo do Vasco nesta temporada (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

David Nascimento
12/02/2016
19:13
Rio de Janeiro (RJ)

Fora das polêmicas entre os presidentes de Vasco e Flamengo, o técnico Jorginho conversou com os jornalistas após o treino técnico na tarde desta sexta-feira, em São Januário. O mandatário vascaíno deixou em aberto a escalação para a partida do Campeonato Carioca, sem resolver as duas dúvidas que estão no ar: o substituto do zagueiro Luan, suspenso, e se o atacante Eder Luis, titular na vitória sobre o Volta Redonda na quarta-feira e que saiu com dores de campo, terá condições de ficar à disposição para o clássico. 

- Temos pensado sobre a escalação, mas só na hora do jogo que vamos abrir quem vai jogar. Sobre o Eder Luis, ele fez um trabalho à parte, está tendo uma melhora grande, mas vamos decidir depois - afirmou o treinador.

A principal polêmica para o clássico de domingo é em relação ao fator da segurança em São Januário. Jorginho foi claro e pediu paz entre os torcedores.

- As duas torcidas entendem que há uma rivalidade, mas isso aqui não é guerra. Chega de violência, queremos paz. Para o torcedor do Vasco e do Flamengo, desejamos a alegria e integridade física de vocês, futebol é alegria e não violência - solicitou o comandante vascaíno.

Apesar de não ter revelado a escalação, a expectativa é a de que Rafael Vaz assuma a posição de Luan ao lado de Rodrigo na zaga do Vasco. Para o caso de Eder Luis não estar à disposição, Jorginho deve voltar com Mateus Pet. O Vasco faz o último treino antes do clássico neste domingo, mas fechado à imprensa.