icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/08/2015
10:00

O calendário impõe um Clássico dos Milhões decisivo pela Copa do Brasil no meio do caminho do desespero do Vasco no Campeonato Brasileiro. O técnico Jorginho sabe que trabalhar o psicológico dos jogadores é complicado, por isso externa o que passou aos comandados por ele. Na semana que passou, o time parecia estar por cima após vencer o Flamengo, no primeiro jogo das oitavas de final, mas a dura realidade bateu à porta no último sábado.

– Nós temos frisado bastante que é passo a passo. O jogo com o Flamengo não tem nada a ver com o Brasileiro. Nos traz um novo folego, nos mantêm motivados, mas nós temos um objetivo claro a ser alcançando e perdemos um jogo. Temos 18 rodadas ainda e temos que trabalhar duro. Vamos manter o grupo comprometido e focado no nosso objetivo que é permanecer na primeira divisão. A Copa do Brasil é importante também, mas secundária – admite o treinador vascaíno.

Mesmo antes de Jorginho assumir a equipe, a Copa do Brasil já havia dado uma falsa impressão. Com Celso Roth, o time venceu o América-RN, mas perdeu para o Palmeiras.

E MAIS:
> Após invasões de campo, Vasco age rápido paar tentar evitar punição
> Jorginho condena invasão de torcedores do Vasco ao gramado

O calendário impõe um Clássico dos Milhões decisivo pela Copa do Brasil no meio do caminho do desespero do Vasco no Campeonato Brasileiro. O técnico Jorginho sabe que trabalhar o psicológico dos jogadores é complicado, por isso externa o que passou aos comandados por ele. Na semana que passou, o time parecia estar por cima após vencer o Flamengo, no primeiro jogo das oitavas de final, mas a dura realidade bateu à porta no último sábado.

– Nós temos frisado bastante que é passo a passo. O jogo com o Flamengo não tem nada a ver com o Brasileiro. Nos traz um novo folego, nos mantêm motivados, mas nós temos um objetivo claro a ser alcançando e perdemos um jogo. Temos 18 rodadas ainda e temos que trabalhar duro. Vamos manter o grupo comprometido e focado no nosso objetivo que é permanecer na primeira divisão. A Copa do Brasil é importante também, mas secundária – admite o treinador vascaíno.

Mesmo antes de Jorginho assumir a equipe, a Copa do Brasil já havia dado uma falsa impressão. Com Celso Roth, o time venceu o América-RN, mas perdeu para o Palmeiras.

E MAIS:
> Após invasões de campo, Vasco age rápido paar tentar evitar punição
> Jorginho condena invasão de torcedores do Vasco ao gramado