Vice-presidente de futebol do Vasco José Luiz Moreira (foto:Divulgação)

Vice-presidente de futebol do Vasco José Luiz Moreira (foto:Divulgação)

Matheus Babo
17/02/2016
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

O comando do futebol vascaíno passou por mudanças após o rebaixamento do time para a Série B, no fim da temporada de 2015. Uma dessas mudanças foi o afastamento de José Luis Moreira do cargo da vice-presidência de futebol. Vice-presidente geral, Fernando Horta (que é presidente da Unidos da Tijuca) falou sobre como concilia o trabalho entre a escola de samba e o clube em entrevista à Rádio Brasil e também comentou sobre como anda a questão política vascaína após as polêmicas do ano passado.

- Eu sempre estive presente. O Vasco está unido. O Zé Luis pediu um licenciamento, é um grande vascaíno, está cuidando de assuntos pessoais. Esteve ontem (domingo) no jogo, todas as forças estavam lá e nós estamos unidos para fazer um Vasco forte - disse Horta.

A reportagem do LANCE! procurou o vice-presidente de futebol licenciado para saber se existe alguma possibilidade de retorno em pouco tempo ao cargo. No rápido contato, o dirigente limitou-se a dizer que continuará afastado para ficar mais próximo do filho, que está com problemas de saúde. E a previsão para voltar a direção vascaína é indefinida.

- Estive no jogo, mas continuo licenciado. Não tenho previsão para retornar. Vou ficar mais próximo do meu filho - disse Zé Luis.

Tradicional aliado de Eurico Miranda, José Luis Moreira não aprovou mudanças no futebol no fim de 2015 - como a saída de Paulo Angioni - e quis até renunciar, mas foi demovido na ocasião e entrou de licença. O tempo fez com que os problemas ficassem de lado e uma reaproximação, como a presença no clássico diante do Flamengo, parece estar acontecendo.