RADAR / LANCE!
09/11/2016
15:09
Rio de Janeiro (RJ) 

O Atlético-GO já garantiu sua presença na elite do Brasileirão em 2017. Porém, há muita expectativa na luta pelas outras três vagas da Série B. Além do Vasco, que se reduziu suas chances de acesso com o empate em 1 a 1 diante do Luverdense, mais sete clubes seguem com possibilidades matemáticas de subir, de acordo com o Infobola.

O LANCE! traça um panorama de como está o ambiente de cada clube a três jogos da Série B, trazendo a visão de especialistas de todos os lados. Confira!

3º - VASCO - 75%

BERNARDO CRUZ - Editor do LANCE!



O Vasco vive um momento perigoso nesta reta final. Em relação ao desempenho apresentado pelos times que lutam diretamente pelo acesso, o risco de sair do G4 e não subir ganha cada vez mais corpo.

No entanto, a tabela, confrontos diretos entre os concorrentes e a camisa ainda são aspectos importantes no momento da decisão que pesam favoravelmente ao clube carioca. Só depende da equipe de Jorginho. Basta evitar os erros infantis dentro de campo.

2º - BAHIA - 80%

TIAGO REIS - TV Bahia


O Bahia passou a ter amplas condições de conseguir uma das vagas do acesso. Além de retomar uma sequência de vitórias na Série B, há a expectativa de que a equipe volte de Lucas do Rio Verde ao menos com um empate diante do Luverdense. E, caso haja um empate no confronto entre Avaí e Náutico, a equipe, que tem no fim de jejum de Hernane um trunfo, pode até ter condições de subir ao fim da rodada.

A evolução do Tricolor baiano na Série B se deve muito à maneira como a equipe engrenou no Segundo Turno. Ao ser abraçado pela torcida e se tornar o mandante com maior média de público, o Bahia conseguiu uma "pegada" nesta sequência de competição, e viu o sonho do acesso aos poucos se concretizar ao ter vitórias também fora de casa.

4º - AVAÍ - 83%

JANNITER DE CORDES - Rádio CBN Florianópolis


Depois que o Claudinei Oliveira chegou, o Avaí mudou por completo sua postura em relação ao início da Série B. Com a chegada ao G4 e a poucos dias do clima de "decisão" no qual se tornou a partida com o Náutico, a confiança do clube é na força da torcida. São esperadas ao menos 15 mil pessoas na Ressacada.

Porém, o técnico exige que os jogagores contenham ao máximo o clima de euforia. Dentro de campo, a expectativa está depositada na volta de Marquinhos, que foi poupado no empate com o Oeste. Tudo para manter a maneira equilibrada como o Avaí se comporta em campo, e dar mais um passo rumo ao acesso.

5º - NÁUTICO - 40%

RAFAEL BRASILEIRO - Diário de Pernambuco


O Náutico trata a partida contra o Avaí como um divisor de águas na sua busca pelo acesso. A equipe, que evoluiu muito sob o comando de Givanildo Oliveira, deposita suas expectativas em nomes como Maylson, Bergson, Ronny e na subida de produção de Vinícius para terminar a Série B no G4.

Devido à vitória do Bahia no último minuto, a ordem no Timbu é obter a vitória na Ressacada. Para isto, Givanildo tende a contar com a volta de alguns jogadores importantes na "decisão", e evitar receber cartões. No momento, são seis "pendurados" na equipe.


6º - CRB - 14%

BRUNO PROTÁSIO - Rádio Pajuçara 


O discurso no CRB é de brigar até a última rodada pelo acesso. Após a equipe derrotar o Tupi, a diretoria divulgou uma promoção de sorteio de 200 camisas oficiais para quem adquirir o ingresso até as 14h dest sexta-feira. O técnico Mazola se baseia muito nos confrontos diretos entre os concorrentes e no fato das chances de acesso terem crescido.

Além de contar com os dois jogos como mandante, a equipe tem um bom rendimento como visitante, o que pode contribuir par vencer o Brasil de Pelotas. Mazola ainda conta com o grupo experiente, com nomes como o goleiro Júlio César, o zagueiro Gabriel, o meia Gérson Magrão e o atacante Zé Carlos para apontarem as melhores brechas nesta reta final. Isto contagia bastante uma equipe que já fez sua melhor campanha na Série B.

7º LONDRINA - 4%

LÚCIO FLÁVIO CRUZ - Folha de Londrina


Por mais que matematicamente ainda existam chances, o Londrina vai ter de superar seu abatimento com a derrota e, especialmente, o retrospecto na competição. Na Série B, a equipe ainda não teve uma sequência de três vitórias. A equipe terá pela frente jogos complicados, pois, além do confronto direto com o Avaí, encarará o rebaixado Sampaio Corrêa e o "virtual rebaixado" Bragantino, que certamente tentarão mostrar serviço.

Mesmo com o desânimo do revés para o Atlético-GO, o discurso no Tubarão é de tentar até o final. Outro trunfo que o clube tem é Claudio Tencati, que tem o grupo na mão e sabe lidar com situações adversas na equipe.

8º - CEARÁ - 3%

ANDRÉ ALMEIDA - Repórter do jornal O Povo


Mesmo com suas chances remotas, o Ceará conta com o retorno da torcida ao Castelão para voltar a confiar em um acesso. Serão dois jogos seguidos como mandante, e a equipe e a comissão técnica têm outro desafio: rechaçar o descaso dos torcedores diante da queda de produção na Série B.

Para manter suas esperanças, o Vozão deposita as fichas no faro de gol de Bill, que cada vez mais vem se destacando na campanha. A expectativa é de conseguir um impacto nos jogos contra um Vila Nova já sem pretensões e um Paraná praticamente salvo do descenso para, diante do Vasco, seguir sonhando com um acesso.

9º - LUVERDENSE - 1%

ALTAIR ANDERLI - Rádio Regional

O Luverdense não tende a ter pretensões de acesso nesta reta final. A meta original, que era se manter na Série B ficar entre os dez primeiros colocados, foi cumprida e os próximos três jogos serão meramente para cumprir tabela.

O sonho do acesso até ficaria mais latente se a equipe vencesse o Vasco, mas ficou muito distante. Especialmente porque o clube não tem estrutura para disputar uma elite.