Nenê - Vasco x Náutico

Nenê considerou como uma frustração a estatística negativa do Vasco (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven/Lancepress!)

David Nascimento
19/10/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

O 2016 do Vasco tem sido do céu ao inferno. Iniciou com uma sequência de invencibilidade de 34 partidas, conquistando o Carioca de forma invicta e selando a cada jogo recordes positivos. Agora, mais números negativos batem à porta da equipe de São Januário. A derrota para o CRB, por exemplo, fez do Vasco o clube grande que mais perdeu partidas na Série B durante a era dos pontos corridos – com nove derrotas até aqui.

A estatística é encarada com frustração pelo elenco do Vasco. Os jogadores sabem da necessidade de mudar a postura e voltar a vencer, encarando cada um dos sete jogos restantes até o fim da temporada como finais. A meta é selar o retorno à elite do futebol nacional. Maior nome do atual elenco de São Januário, o camisa 10 Nenê comentou sobre como o recorde negativo é encarado internamente.

– É uma coisa muito chata e frustrante. Temos que mudar logo e deixar isso para trás. Tivemos um ano maravilhoso até o primeiro turno. Agora estamos em um momento mais ou menos, de oscilação, que não pode acontecer. Infelizmente, está acontecendo, e temos que enfrentar o problema. Precisamos da torcida nos apoiando. Se não for na técnica, tem que ser na raça – destacou.

No primeiro ano do atual formato da Série B, o Atlético-MG terminou com sete derrotas. Em 2008, o Corinthians perdeu três vezes. Na primeira passagem pela Segundona, o Vasco saiu de campo com revés em seis oportunidades. O Palmeiras em 2013 perdeu sete vezes e o Vasco na segunda passagem pela Série B foi derrotado outras sete. No ano passado, o Botafogo caiu contra oito adversários. E o recorde negativo do Vasco, faltando sete jogos para o fim da competição, ainda pode aumentar.

Números à parte, o torcedor do Vasco, nesta terceira passagem do time pela Série B do Campeonato Brasileiro, quer que este pesadelo seja apagado o quanto antes da história do clube. Um time que já conquistou diversos campeonatos importantes, como Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil, não pode se vangloriar por momentos ruins. E os jogadores prometem se empenhar para isso.