São Januário (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

São Januário é a casa do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

David Nascimento
17/06/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

O estádio de São Januário sempre foi utilizado como um caldeirão pelo Vasco. Nos jogos disputados no local, a torcida enche as arquibancadas para apoiar o time, que praticamente fica imbatível. E no atual elenco comandado por Jorginho, este cenário fica nítido, sem ser derrotado na Colina há 17 jogos, ou mais de dez meses.

Alguns segredos cercam o Vasco em São Januário, cuja a última derrota no local foi em julho do ano passado, para o Palmeiras. Além do conhecimento do campo como ninguém, já que os treinos diários são feitos no mesmo local, os jogadores vascaínos entram na sintonia histórica com as tradições do clube. Também conta a favor o fato de se sentirem literalmente em casa, com convívio ao lado dos sócios.

Comandante do Vasco, Jorginho vai além: nunca perdeu em São Januário, nem na época que ainda era jogador. O treinador relembrou em meio ao ponto de que a invencibilidade geral ter sido quebrada na semana passada diante do Atlético-GO no Espírito Santo, parando nos 34 jogos oficiais, maior da história.

– Nunca perdi aqui em São Januário, nem pelo Vasco e nem por nenhum outro clube de futebol. Como jogador, que eu lembre, também não tenho uma derrota aqui. Espero que continue assim, essa invencibilidade no nosso estádio durante todo meu tempo defendendo as cores do Vasco – disse o técnico, após vencer o Náutico na terça.

São Januário será neste sábado palco de mais um jogo do Vasco. O adversário da vez será o Paysandu, às 16h30, por mais uma rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o apoio dos torcedores, a Colina é uma arma secreta para a sequência da temporada, visando o maior objetivo: retornar à elite da competição de 2017. Caso siga no atual ritmo, chegará facilmente.