Nene chega para Coletiva

Nenê afirma estar feliz no Vasco e almeja ser convocado para a Seleção Brasileira (Foto: David Nascimento)

RADAR/LANCE!
16/02/2016
10:35
Rio de Janeiro (RJ)

Nenê chegou ao Vasco em agosto de 2015 para tirar o time da lama. Na ocasião, o Cruz-Maltino era o lanterna do Brasileirão e estava há muitos pontos atrás do penúltimo colocado. Sob a batuta do camisa 10, a equipe iniciou uma arrancada histórica que quase a livrou do rebaixamento. Mesmo na Série B e com propostas de clubes que estão na Libertadores, mas ressalta que acertou ao renovar e permanecer em São Januário.

- Estou de bem com a vida, estou feliz. Tenho certeza de que tomei a decisão certa. Mesmo tendo muita procura e muitas especulações com o meu nome, pela maneira como eu fui recebido e tratado por todos. É justo eu poder retribuir dentro de campo. Não só com a comissão, com a diretoria, com o presidente, mas também com a torcida, que mostrou uma coisa comigo realmente impressionante em tão pouco tempo - disse o jogador, em entrevista ao programa Bem, Amigos, do SporTV.

O ídolo dos vascaínos ainda afirmou que a torcida foi fundamental para a permanência dele. Além da rápida adaptação ao Rio de Janeiro:

- Foi uma opção. Coloquei na balança várias coisas. Eu poderia disputar uma Libertadores, e o time caiu para a Série B. Eu comecei a botar na balança tudo: o que eu representava para o clube em tão pouco tempo, o carinho, a intensidade com que eles queriam que eu continuasse, desde quando eu cheguei. Eu já tenho uma carreira consolidada, então não preciso disputar uma Libertadores. Eu adoro o Rio de Janeiro, e isso também ajudou.


SONHO COM A SELEÇÃO


A boa fase dentro de campo ainda faz com que Nenê sonhe com a Seleção Brasileira. Um dos principais jogadores do Brasil neste início de temporada, o meia de 34 anos não esconde a vontade de vestir a amarelinha e ressalta que mesmo com 34 anos, ainda tem condições de brigar por uma convocação:

- Eu ainda tenho condições de poder atuar. Claro que o Dunga tem as prioridades dele, e para a Copa do Mundo, ficaria um pouco complicado para mim. Seria possível, mas eu não sei. Eu tenho que acreditar. O jogador de futebol, principalmente o brasileiro, este é o maior sonho da carreira.