David Nascimento
09/11/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Vai ser difícil ver novamente um time viver em uma temporada o que 2016 está sendo para o Vasco. Até junho era só euforia, conquista invicta do Campeonato Carioca derrotando o arquirrival Flamengo e passando pelos demais grandes, como Fluminense e Botafogo, teve um primeiro turno de Série B ímpar, acumulou uma invencibilidade de 34 partidas oficiais, e agora está em queda livre em um total drama na luta para retornar à elite do futebol brasileiro em 2017. A Segunda Divisão é complicada, mas um clube como o Vasco, com toda história e tradição que tem, é inadmissível que chegue a menos de 20 dias do fim sem ter ao menos o acesso encaminhado. Pelo elenco disponível, mesmo com as dificuldades de viagens e desgaste, a vaga era para chegar em São Januário com facilidade. É no papel superior aos 19 rivais da competição.

Muitas variáveis pairam sobre esta novela que o Vasco começa a viver em uma página de sua história que começou como perfeita para prestes a ser rasgada. Presidente Eurico Miranda sendo alvo de muitos protestos dos torcedores, que após o empate diante do Luverdense, na noite da terça-feira, por exemplo, gritavam "Ei, Eurico, vai tomar no c..." e "Eurico, vai se f..., o meu Vasco não precisa de você". O próprio mandatário proibindo a entrada de instrumentos de organizadas e com ingressos caros (o planejamento correto seria ganhar com a quantidade, ainda mais tecnicamente), resultando a presença de público cada vez menor em São Januário. Jorginho sem conseguir fazer uma variação como se espera em campo, e todos desempenhando aquém. 

Não vejo somente um culpado pela esta situação do Vasco, mas o que se dá para falar com toda a certeza agora, independentemente de 2017 ser de mais uma Série B para os vascaínos ou não, é a necessidade de uma reformulação total do elenco, comissão e até diretoria. Vale e muito uma nova injeção de ideias em São Januário para que o sofrimento dos torcedores acabe. A tabela final da Série B do Campeonato Brasileiro para os comandados de Jorginho não é nada fácil e dos nove pontos que ainda estão em disputa, precisam ganhar mais ao menos seis para garantir o acesso. A união neste momento entre todos que possuem alguma ligação com o Vasco é essencial. E a seguir, depois que entre trancos e barrancos alcançar o objetivo da elite, reformular tudo. Mesmo.