Eder Luis em ação contra o Tupi durante amistoso em 2013 (Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br)

Eder Luis em ação contra o Tupi durante amistoso em 2013 (Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br)

David Nascimento
27/08/2016
08:00
Juiz de Fora (MG)

Cidade mais carioca de Minas Gerais, Juiz de Fora proporciona ao Vasco bons momentos no futebol. Em toda a história de confrontos no local, o time de São Januário jamais foi derrotado quando encontrou pela frente equipes mineiras. Neste sábado, às 16h30, no Mário Helênio, os vascaínos entram em campo contra o Tupi pela Série B do Campeonato Brasileiro com o objetivo de manter a escrita e retornar ao Rio de Janeiro com mais três pontos na bagagem. O site do LANCE! transmite em tempo real.

Ao todo, foram 18 partidas do Vasco disputadas em Juiz de Fora contra clubes mineiros. Destas, os cariocas foram vitoriosos em 15 jogos, empatando outros três. O Vasco gosta tanto de Minas Gerais que em 2013, última vez que esteve no local, fez um período de treinamento que durou uma semana antes da estreia no Brasileiro e sacramentou a estadia na cidade com uma goleada por 5 a 1 contra o Tupi, adversário deste sábado.

Dois nomes do atual elenco estavam presentes na partida em 2013: o zagueiro Luan e o atacante Eder Luis. O último tinha perdido espaço na equipe, mas ganhou moral com o técnico Jorginho depois de ter feito o gol que deu esperanças ao Vasco na Copa do Brasil na quarta-feira, em derrota para o Santos. Eder, inclusive, será titular e projetou as expectativas que carrega para a partida diante do Tupi.

– Estamos fazendo uma grande campanha no Campeonato Brasileiro. Ainda não perdemos a liderança desde que começamos a disputar a competição. Buscaremos manter a nossa performance e acredito que temos totais de condições de conseguir. Então, essa partida contra o Tupi é muito importante para nós. Eles vão querer vencer, até mesmo para assegurar o quanto antes a permanência, mas precisamos fazer a nossa parte – afirmou o atacante.

Escritas à parte, o Vasco sabe da importância da vitória para ficar mais perto de garantir o acesso à Série A de 2017. O quanto antes subir, melhor para focar na Copa do Brasil. É ter foco e não relaxar em campo!