Riascos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

Riascos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

Matheus Babo
01/04/2016
09:00
Rio de Janeiro (RJ)

A briga pela camisa 9 do Vasco está muito séria. Se em 2015, o técnico Jorginho teve problemas para achar um centroavante que fizesse gols, nesta temporada tanto Thalles, quanto Riascos vem dando conta do recado. Após um mês fora por lesão, o colombiano saiu do banco na última quarta-feira para empatar o clássico diante do arquirrival Flamengo. E o bom desempenho dos atacantes deixa o treinador bem feliz.

- Esperamos o momento certo para colocá-lo em campo por ter parado 15 dias. Até pensamos em deixar os dois em campo, porque o Thalles estava bem, mas íamos nos expor muito. Mudamos a forma de jogar e o Riascos foi muito bem. Entrou e decidiu, foi fundamental. Mostrou que tanto ele quanto o Thalles estão em excelente momento. Em alguma situação, os dois vão estar juntos. É bom ter essas opções. Para quem sofreu com a falta de gols no ano passado, nos alegra muito ter essas opções. Tê-los confiantes - explica Jorginho.

Os gols e a boa fase, no entanto, não devem segurar Riasco em São Januário. Valorizado pelas boas atuações, o jogador está emprestado pelo Cruzeiro e o Vasco vive um momento delicado financeiramente para fazer um investimento tão alto. Para ele ficar, a Raposa teria que aceitar uma extensão do empréstimo.

Já Thalles tem contrato até março do ano que vem e a diretoria cruz-maltina já negocia para ampliar esse vínculo.