Jorginho no primeiro dia de coletiva do Vasco em 2016

Jorginho está com os planos em dia para esta temporada (Foto: Wagner Meier/Lancepress)

LANCE!
29/01/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Técnico de futebol não entra em campo, mas pode ajudar a sua equipe a ganhar jogo. No Vasco, Jorginho é uma prova viva disto. Antes de chegar em São Januário, o time estava praticamente com a queda decretada, mas depois de ele assumir, mudou o ânimo e fez os jogadores ficarem até a última rodada com esperança de escapar do rebaixamento no Brasileiro. Neste 2016, Jorginho vem mantendo o foco no trabalho e o LANCE! destrincha os dez mandamentos do técnico para que o Vasco consiga ressurgir.

Desde a reapresentação do elenco, no início do mês, Jorginho faz questão de acompanhar de perto todo o trabalho feito com os jogadores do Vasco. Ao iniciar os treinos no campo, o técnico dá orientações a todo instante, não deixando os atletas relaxarem. E, de quebra, vê por parte do grupo a ciência da responsabilidade de seguir o que for pedido para que ocorram as vitórias.

– O Jorginho gosta de falar. Ele elogiou nosso empenho, está gostando do trabalho, pediu sempre um algo a mais, uma dedicação que faz a diferença para o nosso time em campo – comentou Luan, após o treino de quinta-feira.

Um dos principais pontos pedidos por Jorginho é o de não ter ligação direta da defesa para o ataque. Luan, Rodrigo, Julio dos Santos e Andrezinho são os responsáveis por iniciar as jogadas lá atrás, seguindo até Mateus Pet e Nenê no meio de campo. Além disto, Jorginho preza o simples, e prefere passes curtos do que longos, que possuem maior probabilidade de erro.

Outro ponto de destaque dos pedidos de Jorginho é o entrosamento que todo o grupo já possui. Do time que terminou a temporada passada quase livrando o Vasco do rebaixamento, apenas duas novidades na equipe titular: Julio dos Santos e Mateus Pet. E somente dois foram contratados para 2016: Marcelo Mattos e Yago Pikachu.

Pelo que já foi realizado até agora, caso os jogadores do Vasco sigam os dez mandamentos de Jorginho até o fim de 2016, o clube não terá dificuldade para conseguir vencer seus jogos e conquistar o maior objetivo: retornar à elite do Brasileiro em 2017. A torcida ficará sempre por perto para cobrar isto.

> Os dez mandamentos de Jorginho:

1. Sem ligação direta

O treinador vem pedindo para o time evitar a ligação direta da defesa para o ataque. Luan, Rodrigo, Julio dos Santos e Andrezinho são os responsáveis por iniciar as jogadas lá atrás.

2. Passes curtos

A orientação do treinador é sempre para que o time jogue simples, tocando muito a bola e evitando passes longos.

3. Marcação pressão

Um dos pedidos para os atacantes e meias mais ofensivos é pressionar a marcação da defesa adversária na saída de bola.

4. Setores próximos

Os três setores do time (defesa, meio-campo e ataque) atuam bem próximos um do outro. Isso facilita nos outros pedidos do treinador, como passes curtos e marcação pressão.

5. Velocidade

Apesar de o time ter uma média de idade alta (são sete jogadores com mais de 30 anos), a velocidade é algo que o treinador pede muito quando o time tem a bola.

6. Pontaria

Nesta semana, o treinador focou no treinamento de finalizações. Mais perto da estreia no Campeonato Carioca, ele quer que o ataque funcione.

7. Entrosamento

Do time que terminou a temporada passada quase livrando o clube do rebaixamento, apenas duas novidades na equipe titular: Julio dos Santos e Mateus Pet entram no meio de campo.

8. Caldeirão

Jorginho quer que o time aproveite o fator casa neste Campeonato Carioca em que os outros grandes não atuarão no Maracanã.

9. Ambiente

O ambiente do grupo, que foi praticamente todo mantido para esta temporada, é outro ponto forte do time

10. Pressão nos início

No único jogo-treino que fez neste ano, o time fez uma blitz na defesa do Bangu no início da partida e em menos de dez minutos, já vencia por 2 a 0.