David Nascimento
22/05/2018
23:35
Rio de Janeiro (RJ)

Mesmo com toda a crise dentro e fora de campo, o Vasco superou as adversidades e na noite desta terça-feira se classificou à Copa Sul-Americana. Para esta conquista, derrotou a Universidad de Chile por 2 a 0, em Santiago (CHI), na despedida da Conmebol Libertadores, e ficou com a vaga ao segundo torneio principal da América do Sul por meio dos critérios de desempate.

PRESSÃO...
O Vasco entrou em campo pressionado. Já eliminado da Libertadores, o time precisava vencer – exceto por 1 a 0 – para ter a vaga na Sul-Americana como “prêmio de consolação”. E a pressão ganhava contornos maiores pelo afastamento horas antes de quatro jogadores: Wellington, Evander, Paulão e Gabriel Félix por ato de indisciplina praticado.

...RESULTOU EM GOL!
Na necessidade de dar uma resposta ao torcedor, o Vasco usou a pressão a seu favor e conseguiu marcar. Aos 14 minutos do primeiro tempo, Andrés Rios bateu cruzado, De Paul espalmou para o meio, e Bruno Silva, como um centroavante, escorou para colocar o Cruz-Maltino na frente. Primeiro gol dele pelo clube.

CHILENOS ACORDAM
Apesar de o placar parcial de 1 a 0 para o Vasco ainda dar a vaga ao Universidad de Chile, os chilenos acordaram e foram atrás do prejuízo. Aos 21, Rafael Vaz mandou forte e Martin Silva salvou o Cruz-Maltino. Quatro minutos depois foi com Beausejour levando perigo, e aos 28 Caroca não empatou por Wagner ter salvado.

LÁ E CÁ
Vasco e Universidad de Chile mantiveram o ritmo no segundo tempo. E logo após o intervalo ambas as equipes levaram perigo. Aos sete minutos, Wagner mandou com perigo com a bola tirando tinta da trave. No lance seguinte, aos nove, Guerra bateu e Martin Silva salvou.

CHOQUE DO TROVÃO!
O Vasco não desistiu. Com garra, superou as dificuldades e ia atrás da classificação. Até que conseguiu aos 36. Martin Silva, que fez o último jogo antes de desfalcar o time de São Januário por servir o Uruguai na Copa do Mundo, mandou forte e Yago Pikachu, oportunista, seguiu a batida e fez o 2 a 0 - e chegou ao décimo gol em 2018, artilheiro cruz-maltino no ano. Um choque aliviante que pode fazer com que o Vasco seja respeitado como gigante que é.

FICHA TÉCNICA
UNIVERSIDAD DE CHILE (CHI) 0 X 2 VASCO


Local: Estádio Nacional, em Santiago (CHI)
Data-Hora: 21/05/2018 - 21h30 (horário de Brasília)
​​Árbitro: Gerry Vargas (BOL/FIFA)
Auxiliares: Edwar Saavedra e Reluy Vellejos (BOL/FIFA)
Renda/público: Renda indisponível/25.139 presentes
Cartões amarelos: Breno (39’ 1ºT) Caio Monteiro (15’ 2ºT) Echeverría (32’ 2ºT) Yago Pikachu (38’ 2ºT), Riascos (40’ 2ºT)

GOLS: 14’ 1ºT Bruno Silva (0-1) e 36’ 2ºT Yago Pikachu (0-2)

UNIVERSIDAD DE CHILE: De Paul; Echeverría, Jara, Rafael Vaz, Beausejour; Seymour, Caroca (Leiva, 42'/2T), Lorenzetti, Soteldo; Guerra e Pinilla. T: Estebán Valencia.

VASCO: Martin Silva; Rafael Galhardo, Breno, Werley, Fabrício; Desábato, Bruno Silva (Kelvin, 28'/2T), Wagner, Yago Pikachu; Caio Monteiro (Riascos, 16'/T) e Andrés Rios (Erazo, 39'/2T). T: Zé Ricardo.

placeholder