LANCE!
30/04/2016
22:26
Rio de Janeiro (RJ)

O Cruzeiro tentou levar, mas o Vasco segurou Jorginho. Na noite deste sábado, o presidente cruz-maltino, Eurico Miranda, bancou a permanência do técnico em São Januário. Em breve pronunciamento divulgado pelo site oficial do Vasco, o mandatário afastou qualquer possibilidade de saída do treinador.

- Diante de tantas notícias divulgadas hoje pela mídia sobre a saída do técnico Jorginho e do auxiliar Zinho, eu apenas tenho a dizer que os dois ficam por tempo indeterminado no clube - destacou Eurico Miranda.

O Cruzeiro tinha colocado Jorginho como sua primeira opção para substituir o técnico Deivid, que foi demitido da Raposa após eliminação na semifinal do Campeonato Mineiro. Outros nomes em pauta são Reinaldo Rueda, do Atlético Nacional-COL, e Ricardo Gomes, do Botafogo, mas o técnico do Glorioso declarou na última sexta-feira que deseja ficar no Alvinegro até o fim deste ano.

A proposta feita pelo Cruzeiro a Jorginho chegou a balançar o treinador inicialmente. A Raposa ofereceu R$ 400 mil para o comandante e sua comissão técnica, o dobro do valor pago pelo Vasco. Nos bastidores, o Cruz-Maltino disse que não tinha como cobrir a oferta e o cenário era bem desfavorável ao time carioca, pois Jorginho sequer tem contrato com o clube por tempo determinado, mas apenas regime de carteira assinada em CLT. Na última sexta-feira, em entrevista ao LANCE!, Eurico Miranda questionou a ética do Cruzeiro por conta do assédio.

- Faltou sim (ética). Estou sabendo de todas as movimentações pela imprensa. Ninguém de lá chegou até a minha pessoa para falar algo - afirmou o presidente do Vasco.


Jorginho, de 51 anos, está no Vasco desde a metade final do Brasileirão passado e tem feito bom trabalho no clube. Apesar de não ter conseguido evitar a queda para a Série B, hoje o time está invicto há 23 jogos, na final do Campeonato Carioca e classificado para segunda fase da Copa do Brasil.