Daniel Bortoletto
24/09/2016
18:30
Rio de Janeiro

Vasco x Atlético-GO já era muito aguardado por reunir os líderes da Série B. E ganhou um ingrediente especial, na tarde deste sábado , com a presença de Tite em São Januário.

O técnico da Seleção viu das sociais do estádio a vitória vascaína por 2 a 0, gols de Éderson, resultado que garantiu a liderança isolada da competição, agora com 51 pontos. E o que será que Tite, entre uma foto e outra com os torcedores, observou de positivo individualmente em um jogo bem movimentado e com várias chances de gol?

Não creio que tenha sido a atuação de Nenê. O craque do Vasco não desequilibrou com dribles, finalizações e assistências, algo até rotineiro na Série B. Apareceu mais ao reclamar de pênalti não marcado, bater boca com adversário e até discutir com Diguinho, durante o aquecimento, após levar uma entrada mais dura na roda de bobinho.

- Satisfação muito grande. Motivação ainda maior ele ter vindo aqui nos assistir - disse Nenê, admitindo que ainda pensa em ganhar uma chance na Seleção, aos 35 anos.

Tite em São Januário
(Foto: Divulgação/Vasco)

Certamente aprovou as defesas de Martin Silva, mas o goleiro é uruguaio. Deve ter feito algumas anotações sobre o artilheiro da tarde. Éderson mostrou rapidez e finalização perfeita para abrir o placar. E cabeceou com precisão no segundo. Pena que "concorre" com Neymar, Gabriel Jesus, Gabigol... Talvez o técnico tenha gostado de Luan, reserva do Brasil na conquista do ouro olímpico, bem posicionado na defesa e preciso nos desarmes. Mas arrisco a dizer que Tite vai levar algumas dicas para Rogério Micale, técnico da Seleção sub-20.

A primeira boa impressão foi deixada pelo lateral-esquerdo Alan, de 18 anos, substituto de Julio Cesar. Com personalidade, ele foi a principal arma ofensiva do Vasco no primeiro tempo. Deu assistência para o gol e chegou algumas vezes com facilidade à linha de fundo. Tite também deve ter ficado atento aos passos do volante Douglas, convocado por Micale na sexta-feira. Atleta com capacidade de desarmar e sair para o jogo, como o técnico gosta.

Análises individuais à parte, o comandante da Seleção viu um bom jogo de futebol na tarde de sábado.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 0 ATLÉTICO-GO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-hora: 24/9/2016, às 16h30
Árbitro: Felipe Varejão (ES)
Auxiliares: Vanderson Zanotti e Ramires Santos (ambos do ES)
Público/renda: 5.437 pagantes/R$ 143.720
Cartões amarelos: Martin Silva, Yago Pikachu, Alan e Diguinho (Vasco); Gilsinho (Atlético-GO)
Gols: Éderson aos 7'/1ºT (1-0) e aos 32'/2ºT (2-0)

VASCO: Martin Silva, Yago Pikachu (Madson 13'/2T), Luan, Rodrigo e Alan; Diguinho e Andrezinho; Douglas, Nenê e Jorge Henrique (Caio Monteiro 23'/2T); Éderson (Fellype Gabriel 39'/2T). Técnico: Jorginho.

ATLÉTICO-GO: Kléver, Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Romário; Pedro Bambu (Luis Fernando 39'/2T), Michel, Marquinho, Jorginho e Gilsinho (Lucas Crispim 29'/2T); Júnior Viçosa (Alison 24'/2T). Técnico: Marcelo Cabo.