Vasco - Zinho Jorginho e Eurico Miranda (foto:Paulo Fernandes/Vasco)

Eurico Miranda garantiu manutenção da base por um bom tempo em São Januário (foto:Paulo Fernandes/Vasco)

Matheus Babo
09/03/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

De uns tempos para cá, o torcedor do Vasco se acostumou a não saber o time que entraria em campo. Mesmo com muitas dificuldades, o técnico Jorginho conseguiu montar uma espinha dorsal durante o Campeonato Brasileiro, mas que parecia ter prazo de validade. Com o time rebaixado, o vascaíno passou a perguntar se Nenê ficaria, se Luan seria negociado e se os jogadores com contrato próximos do fim renovariam seus vínculos com o clube.

As contratações não foram empolgantes e nem numerosas. Apenas dois jogadores chegaram: Yago Pikachu e Marcelo Mattos. O ano começou e logo de cara vieram as renovações com Nenê e Luan. Um alívio para os torcedores, mas ainda faltava mais. Na última semana, Martin Silva, Andrezinho e Julio Cesar também estenderam seus vínculos e a base do time titular foi mantida.

– Só renovo com jogador ao chegar a conclusão que ele é importante para o Vasco. Se não, eu não renovo. Vou esperar. A renovação de um contrato é um investimento. Esses jogadores que teriam contratos vencendo agora em 2016, outros terminando no início de 2017, nós procuramos para renovar – disse o presidente do Vasco, Eurico Miranda.

Dos titulares, apenas Riascos (emprestado pelo Cruzeiro até maio), Marcelo Mattos e Jorge Henrique (contrato até o fim do ano), estão com vínculos curtos. Os outros nomes ficam pelo menos até dezembro de 2017. Como a maioria deles já passou dos 30 anos, alguns já até admitem encerrar a carreira em São Januário. Mas antes, querem marcar seus nomes na história do clube.

– Espero ficar até o fim da minha carreira. Estou realizado com a renovação. Muito feliz com isso. Todos me apoiaram muito, no começo ruim. Espero retribuir muito e com títulos esse ano – disse o lateral-esquerdo Julio Cesar.

Riascos fica?
Artilheiro do time na temporada, o colombiano Riascos vive uma lua de mel com a torcida do Vasco. Depois de conviver com as vaias em 2015, ele ganhou a confiança de Jorginho, fez seis gols em sete jogos neste ano. Mesmo com o bom desempenho, o futuro está indefinido. O Cruzeiro quer vender o jogador e o Vasco não pretende pagar os cerca de R$ 8 milhões pedidos pelos mineiros.

– O Riascos não é jogador do Vasco. Ele pertence ao Cruzeiro, emprestado ao Vasco. Não há o porquê perguntar se vai renovar ou não - esquivou-se Eurico Miranda.