São Januário

Vasco volta a jogar em São Januário nesta terça-feira depois de um mês (Foto: Divulgação)

LANCE!
30/08/2016
06:30
Rio de Janeiro (RJ)

Há quatro jogos sem vencer, o Vasco busca reagir e manter a “gordura” conquistada na Série B do Brasileiro hoje, contra o Vila Nova, às 20h30, em São Januário. A tarefa do time deverá ser dificultada pelos desfalques. O reforço do
Cruz-Maltino será São Januário.

O Vasco não joga em seu estádio há um mês quando, por coincidência, foi a última vitória do time, contra o Criciúma, por 2 a 1. Mais um fato que pode motivar o elenco. O lateral-direito Yago Pikachu disse que com o apoio da torcida vascaína na Colina, fica mais fácil conseguir os resultados positivos.

– A gente já deixou muito bem claro que jogando em São Januário é mais fácil conseguir a vitória, por causa do apoio da torcida. Amanhã (hoje) será fundamental o apoio dela. Então, jogar em São Januário será sempre importante para a gente conseguir a vitória – disse.

Se por um lado tem a volta de São Januário, o Vasco sofre com desfalques. Martin Silva foi convocado para defender o Uruguai nas Eliminatórias para Copa de 2018. Andrezinho está suspenso. Nenê passa por um trabalho específico para voltar 100% e Jorge Henrique sentiu um problema na panturrilha. Apesar dos problemas, Pikachu mantém a confiança na vitória por-
que acredita na força do grupo vascaíno em casa.

– Todos são jogadores fundamentais para o nosso time, mas já mostramos que o nosso grupo é qualificado e forte. Na ausência desses jogadores, conseguimos vitórias importantes. Tenho certeza que dessa vez não será diferente. Estamos vindo de resultados que não eram esperados e precisamos dessa vitória para se distanciar do segundo colocado – analisou, destacando que o Vasco vai precisar impor o seu ritmo de jogo para sair com a vitória contra o Vila Nova.

– Todo mundo que vem jogar aqui em São Januário vem jogar fechado, por uma bola parada, um contra-ataque. Pelo fato deles estarem brigando contra o rebaixamento complica, mas temos que impor nosso ritmo de jogo para conquistar a vitória. A dificuldade vai ter sempre, mas estamos muito focados – completou.