Juninho Pernambucano

Juninho atuou na segunda etapa nas partidas pela Seleção e pelo Vasco (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)

RADAR / LANCE!
09/03/2016
13:22
Rio de Janeiro (RJ)

A "rodada dupla" à qual o Bahia foi submetido nesta quarta-feira não chega a ser inédito. Clubes como Grêmio, Ceará e São Paulo já passaram pelas agruras de entrar em campo mais de uma vez no mesmo dia. Porém, o calendário exaustivo já rendeu uma situação para lá de curiosa: um jogador entrou em campo duas vezes em países diferentes.

Devido às suas boas atuações com a camisa do Vasco, Juninho foi convocado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo para defender a Seleção Brasileira no amistoso contra a Argentina em 7 de setembro de 1999, ao lado de nomes como Dida, Rivaldo, Ronaldinho e Ronaldo. O meia entrou no lugar de Zé Roberto aos 28 minutos da etapa final, e atuou em torno de 20 minutos na vitória por 4 a 2 sobre os hermanos, na tarde do Beira-Rio.

Após o triunfo, Juninho pegou o avião e embarcou rumo a Montevidéu, para reforçar a delegação do Vasco no duelo com o Nacional (URU), em jogo válido pela quinta rodada do Grupo D da Copa Mercosul. Assim como na partida pela Seleção Brasileira, o Reizinho teve sua entrada em campo promovida por Antônio Lopes no segundo tempo, no lugar de Alex Oliveira.

Porém, nem mesmo sua entrada foi suficiente para evitar que a equipe Cruz-Maltina saísse de campo com uma derrota por 3 a 0. O Vasco se despediria da competição na rodada seguinte, com uma goleada por 5 a 1 sobre o Cerro Porteño (PAR) em São Januário.