Andrezinho foi um dos destaques do Vasco no ano (Foto: Celso Pupo/Lancepress!)

Andrezinho foi um dos destaques do Vasco no ano (Foto: Celso Pupo/Lancepress!)

Matheus Babo
26/01/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Jorginho penou em 2015 para encontrar uma espinha dorsal ao time durante o Campeonato Brasileiro. Depois de muito sofrer, o treinador conseguiu montar um time que se destacou na reta final da competição. No entanto, três jogadores que terminaram o ano como titulares ainda não tem a permanência garantida no clube após maio. O lateral-esquerdo Julio Cesar, o volante Diguinho e o meia Andrezinho terão seus contratos expirados em breve, mas já demonstraram publicamente a vontade de continuar.

– Meu empresário já está conversando com a diretoria. Estou torcendo para que tudo dê certo. A minha vontade é permanecer e acredito que o Vasco também quer isso. Estou focado no trabalho e nos objetivos da temporada, vamos colocar o Vasco de volta na primeira divisão – disse o lateral, que teve o discurso endossado por Andrezinho:

– Meu objetivo há bastante tempo é permanecer no Vasco. Estou tranquilo quanto a isso. Nosso maior objetivo na temporada é subir. Temos a obrigação de subir e todos sabem. Essa parte de contrato, eu deixo com meu empresário e diretoria. Acredito que não vá ter problema nessa conversa pela renovação.

Rafael Correia, empresário do volante Diguinho, também acredita que não terá problemas nas conversas pela renovação do jogador. O agente tem bom relacionamento com a diretoria cruz-maltina e deve iniciar as conversas por uma extensão do contrato enquanto o Carioca estiver em andamento.

– Combinamos com a diretoria para conversar durante o Campeonato Carioca. Existe o interesse das duas partes. Acho que nesse mês de fevereiro, março, nós resolvemos isso – disse, ao LANCE!

Quem acompanha essas negociações com bastante interesse é o técnico Jorginho, que já declarou não querer perder nenhum jogador para a disputa da temporada. O treinador ainda espera pela contratação de um camisa 9, posição que a diretoria vem encontrando dificuldades para encontrar no mercado.

Pesa a favor do clube nas negociações a boa relação da diretoria com os empresários dos jogadores, além dos salários estarem em dia. Apesar da importância dos jogadores para o elenco, o Vasco ainda não iniciou as conversas. O clube pretende manter os jogadores, mas ainda vai aguardar para começar as conversas.

Pelo visto, só um péssimo desempenho de algum dos jogadores nestes primeiros meses da temporada ou alguma proposta de outra equipe pode atrapalhar as conversas por essas renovações. Se depender da vontade do trio e da comissão técnica, eles seguirão na Colina por mais algum tempo.