David Nascimento
11/06/2018
15:40
Rio de Janeiro (RJ)

Após ter confirmado o período de treinos entre 1 e 9 de julho no CT China Park, em Domingos Martins, no Espírito Santos, o Vasco voltou atrás. Nesta segunda-feira, o clube cancelou a ida para as terras capixabas na paralisação do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo da Rússia. Com isso, ficou definido pela diretoria liderada pelo presidente Alexandre Campello que o Cruz-Maltino ficará no Rio de Janeiro - a cidade de Pinheiral, no Sul Fluminense, é a mais cotada.

A alegação pela mudança de decisão foi a troca da comissão técnica do Vasco - saídas do técnico Zé Ricardo e dos diretores Paulo Pelaipe e Newton Drummond para as chegadas do treinador Jorginho e do coordenador Paulo César Gusmão. Foi Drummond, inclusive, que havia visitado o CT no Espírito Santo no mês passado para avaliar as dependências e aprovado com o restante da cúpula o acordo - no qual o Vasco não desembolsaria valores, além que ganharia uma verba por um amistoso em Cariacica (ES).

No novo cenário, as férias de dez dias do Vasco para os jogadores estão mantidas de quinta-feira (dia seguinte ao jogo diante do Internacional, último antes da parada para o Mundial) até o dia 24. A reapresentação será na tarde do dia 25 de julho, no Complexo Esportivo de São Januário. Na manhã do dia 26 iniciará trabalhos em período integral no CT das Vargens, em Vargem Pequena, Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde ficará até o retorno dos trabalhos caso a ida para Pinheiral não se confirme.

O CT das Vargens, inclusive, passará por obras durante as férias dos jogadores, principalmente para a construção de uma sala de imprensa. O terreno, vale lembrar, foi alugado pelo Cruz-Maltino por um período de três anos e internamente não caíram bem junto aos torcedores as imagens divulgadas pelos jornalistas do local onde as entrevistas coletivas são realizadas. Outras melhorias pontuais nas dependências em Vargem Pequena não estão descartadas para o período da Copa do Mundo.

placeholder