RADAR/LANCE!
11/08/2016
16:17
Rio de Janeiro (RJ)

São Januário teve uma tarde diferenciada nesta terça-feira. Os jogadores se reapresentaram após uma semana de férias e o presidente Eurico Miranda inaugurou o campo anexo do estádio, que foi utilizado pela primeira vez pelo departamento de futebol. Construída para poupar o gramado principal de desgastes, a dependência foi elogiada por Eurico Miranda, presidente do Vasco, que também falou sobre a orientação para que a equipe treine em campo reduzido.

– Segundo as teorias modernas, os melhores treinamentos são feitos em campo reduzido. Eu não sei se vai ser ou não, mas estou seguindo orientações técnicas. Este campo está entregue ao Departamento de Futebol e não será utilizado por mais ninguém – afirmou o presidente.

Segundo Geovani, ex-jogador do Vasco, as medidas para treinos em campos reduzidos também são vistas com bons olhos:

- Em campos reduzidos você tem que pensar mais rápido, dificulta mais, mas acho que é muito bom. Quem tem habilidade, coisa que o Brasil está precisando, pode conseguir dominar as situações, ajuda o jogador a improvisar, a ter criatividade, isso tudo faz o atleta melhorar. Apesar de criar mais dificuldade, desenvolve mais craques, jogadores que raciocinam mais rápido, isso é essencial para o futebol dos tempos de hoje - declarou. 

Acácio, ex-goleiro cruzmaltino, complementou o pensamento de Geovani: 

- É a maneira como os jogadores da atualidade trabalham. No campo reduzido, melhora muito a parte técnica e habilidade do atleta. o sentido de marcação e o raciocínio do jogador, isso é importante. O que mais chama atenção é o sentido de marcação, que é uma coisa que o brasileiro em geral não gosta muito de fazer dependendo do seu setor de atuação. Isso, no entanto, é algo fundamental, porque todos vão ter que marcar e todos vão ter que participar - afirmou o arqueiro, que conquistou o bicampeonato Carioca com o Vasco em 1987 e 88.