Rodrigo durante treino do Vasco

Rodrigo durante treino do Vasco. Ele quer dar a volta por cima (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

LANCE!
08/07/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Rodrigo é o jogador mais experiente no elenco do Vasco. Aos 35 anos, dá para a zaga vascaíno uma maior qualidade. Chama para si algumas rivalidades sadias, como casos com Guerrero, do Flamengo, e Fred, então no Fluminense, hoje no Atlético-MG. Na soma de tudo, quando o Vasco não joga bem, tem como característica o mau humor. Nas últimas semanas, ficou mais nítido pela fase da equipe. E ele deu a explicação.

– O nosso ponto forte é o setor defensivo. Eu fico chato mesmo. Porque não gosto de levar gol, não gosto de perder. Isso, no meu dia a dia, bate muito forte. Eu quero jogar bem ao extremo e quero que a equipe não leve gols. É o meu setor. Às vezes fazemos um jogo com inúmeros chutes nossos a gol, e o adversário só com dois, com um. Temos que voltar a fazer o que era antes. Uma coisa que atrapalhou muito foi não conseguir manter o ritmo certo – justificou.

O Vasco ficou 34 jogos com invencibilidade elogiada por todos. O período durou mais de sete meses e foi o maior de toda a história do clube de São Januário em partidas oficiais. A fase virou há quase um mês, quando no Espírito Santo foi derrotado pelo Atlético-GO. De lá até hoje, já foram mais três derrotas e atuações aquém das esperadas. Esta virada fez a torcida e a imprensa serem mais críticos, e Rodrigo respondeu citando até o fato do time ter muitos trintões.

– É difícil ir para o campo, sequência de jogos. Mas o nosso torcedor não entende, os críticos também não entendem. Eu vi uma matéria falando que o time do Vasco é muito velho. Quando estávamos há sete meses sem perder, éramos novo. Temos que ganhar no fim de semana para voltarmos a ser jovens novamente. Falo para o pessoal. Vamos jogar, ganhar. Aí vai todo mundo ficar com dez anos a menos de novo – ironizou.

A chance de recuperar o humor e voltar a ter uma boa fase em campo com o Vasco acontece neste sábado. Às 18h30, em São Januário, Rodrigo e o restante do time comandado pelo auxiliar-técnico Zinho (o treinador Jorginho cumprirá suspensão) entrará em campo diante do Brasil, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

- Estamos nos preparando para um jogo muito complicado, pois dessa vez a série recente não foi boa, perdemos os dois últimos compromissos e temos que reagir para evitar dificuldades. Respeitamos demais o Brasil e seus jogadores, mas a vitória é o único resultado que interessa ao Vasco. Vamos ter que ter tranquilidade para agirmos bem em campo e não sermos surpreendidos – finalizou o capitão.