Campeonato Carioca - Vasco x Flamengo (foto:Wagner Meier/LANCE!Press)

Rafael Vaz saiu do banco no clássico com o Flamengo e fez o gol da vitória do Vasco (Foto:Wagner Meier/LANCE!Press)

LANCE!
18/02/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

O trabalho de um time de futebol não se restringe a apenas os 11 titulares. O banco de reservas sempre é tratado com a mesma importância, utilizado pelos técnicos para surpreender o adversário no meio de uma partida. No Vasco, isto não é diferente. Neste 2016, o técnico Jorginho está contando com as opções do banco para manter os 100% de aproveitamento até agora na temporada.

Mesmo com o time do Vasco já mostrando uma cara, Jorginho tem precisado do banco de reservas e obtido o efeito esperado. No primeiro jogo, diante do Madureira, a equipe marcou três gols no segundo tempo após algumas modificações do treinador – como as entradas de Yago Pikachu e Eder Luis. A movimentação acabou aumentando, superando as dificuldades do adversário nos primeiros 45 minutos.

Na segunda rodada, contra o América, foram dois gols na segunda etapa – novamente destaque para Eder Luis e Yago Pikachu, nomes do banco de reservas na etapa inicial. Na terceira partida, o time vinha encontrando dificuldades e fez dois gols após a entrada de Thalles, principalmente. Em entrevista ao SporTV, Jorginho rasgou elogios ao atacante, ainda mais após tê-lo criticado publicamente no fim de 2015.

– Mágica nenhuma (para o ressurgimento de Thalles com a camisa do Vasco), só foi aquela (chamada de atenção pública) mesmo. Às vezes a gente chama internamente a atenção do atleta, quando a gente vê que não está dando certo, como é um ativo do clube, como é importantíssimo investir nesse jogador, a gente solta para o público – afirmou o técnico antes de completar sobre o caso:

– Soltando para o público, o torcedor cobra, o amigo cobra, a família cobra também. E hoje eu quero declarar que o Thalles está realmente com vontade de jogar futebol e ajudar o Vasco. Tenho certeza que ele vai dar certo. Ele mudou completamente, e eu fico feliz com isso.

No clássico com o Flamengo, o zagueiro Rafael Vaz saiu do banco para decidir o jogo. Marcelo Mattos, outro jogador que entrou no time, mesmo começando o jogo também teve atuação destacada. Para o restante do Campeonato Carioca, o banco de reservas está dando conta do recado. O torcedor do Vasco espera que continue assim para um final feliz.