Bernardo Cruz
03/09/2016
18:27
Salvador (BA)

Cadê o Vasco? Onde se encontra aquela equipe aguerrida e que ficou seis meses invicta em 2016? Essas perguntas são cada vez mais frequentes na cabeça do torcedor. Afinal de contas, agosto terminou, setembro iniciou e o Cruz-Maltino aumentou a série sem vitórias para seis jogos com a derrota para o Bahia por 1 a 0, neste sábado, na Arena Fonte Nova, pela 23ª rodada da Série B. Jackson, ainda no primeiro tempo, fez o gol da partida.

Na próxima rodada, o Gigante da Colina (que segue líder com 41 pontos) recebe o Oeste em São Januário, em um duelo que virou vital para a sequência da Série B. Já o Bahia mede forças com o Náutico, fora de casa.

O JOGO

Mesmo com o retorno de jogadores como Andrezinho e Nenê, o Vasco não conseguiu fazer uma boa apresentação nos 45 minutos iniciais. Como é de praxe, a equipe do técnico Jorginho tinha dificuldades para desenvolver a proposta de jogo contra um adversário bem fechado e que em determinados momentos sobe a marcação, dificultando a saída de bola.

O Bahia não era muito superior, mas conseguia no seu campo de ataque desenvolver um pouco melhor as jogadas ofensivas. Por isso, a marca da etapa inicial foram as fortes disputas pela posse de bola e reclamações de faltas não marcadas pelo árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).

Diante da "preguiça" com que o Vasco tinha para tentar mudar o panorama, os donos da casa saíram na frente na única oportunidade concreta de gol. Após escanteio, Jackson se antecipou a Rafael Marques e colocou o Bahia em vantagem na Arena Fonte Nova.

Após o intervalo o Vasco deu mostrar de que viria com outra postura, até mesmo pela necessidade de buscar ao menos um empate. Na primeira jogada Jorge Henrique obrigou Muriel a fazer linda defesa. A entrada de Júnior Dutra na vaga de Marcelo Mattos melhorou a mobilidade, e o Cruz-Maltino passou a chegar até a área do Bahia com mais frequência.

Mesmo assim, faltava aquele brilho nos olhos. Nenê fez sua pior partida desde que chegou ao clube. O garoto Douglas quase empatou, mas Muriel impediu. Agora, a vantagem da liderança e para o próprio quinto colocado virou poeira. Se não sair da zona de conforto, o Vasco pode complicar um retorno à elite que já parecia dado como certo.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1X0 VASCO


Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-hora: 03/09/2016, às 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Marcio Gleidson Correia Dias (PA) e Helcio Araujo Neves (PA)
Renda e Público: R$ 1.145.272,50 - 28.208 pagantes
Cartões Amarelos: Renato Cajá e Hernane (BAH); Rafael Marques, Rodrigo e Andrezinho (VAS)
Gol: Jackson - 32'/1ºT (1-0)

BAHIA: Muriel; Tinga, Tiago, Jackson e Moisés; Luiz Antonio, Juninho e Renato Cajá (Régis - 20'/2ºT; Victor Rangel (João Paulo - 31'/2ºT), Edigar Junio e Hernane (Zé Roberto - 43'/2ºT) - Técnico: Guto Ferreira

VASCO: Jordi; Yago Pikachu, Rodrigo, Rafael Marques e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Júnior Dutra - 9'/2ºT), Douglas, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Eder Luis - 36'/2ºT) e Éderson (Thalles - 30'/2ºT). - Técnico: Jorginho