LANCE!
26/11/2016
20:51
Rio de Janeiro (RJ)

Herói do Vasco neste sábado, Thalles marcou os dois gols na virada sobre o Ceará por 2 a 1, no Maracanã, placar que garantiu o retorno do Cruz-Maltino à Série A. O atacante foi o melhor da partida em avaliação do LANCE!. Veja abaixo as notas para os jogadores e técnicos de ambos os times.

ATUAÇÕES > VASCO
Felipe David (reportervasco@lancenet.com.br)


6,0
Martin Silva

Salvou o time em pelo menos três defesas difíceis. Mas foi pego fora de posição no chute que originou o gol do Ceará.

5,5
Madson

Com um time recheado de veteranos, coube a Madson ser um dos sacrificados a correr incansavelmente pelo campo.

5,5
Rafael Marques

Vacilou na marcação em alguns lances. Não passa segurança à defesa. Pelo menos não chegou a comprometer o time.

6,0
Rodrigo

Não falhou, mas precisa se acalmar em campo. Por pouco não consegue uma expulsão, o que prejudicaria o time.

5,0
Julio Cesar

Fraco no setor defensivo e inconsistente no apoio, não vive boa fase há algum tempo. Deu espaços em campo.

4,0
Diguinho

Muita disposição como sempre e pouca eficiência. Cansou de chegar atrasado nos lances de perigo do adversário.

6,0
Douglas

Mostrou nervosismo no início. Foi recuado para primeiro volante na volta do intervalo após a saída de Diguinho.

6,0
Andrezinho

Começou o jogo bem apagado a exemplo dos companheiros. Mas apareceu quando deveria: participou de gol de Thalles.

5,5
Nenê

Não esteve em seus melhores dias. Tentou acalmar o time quando o resultado era ruim. Sofreu forte marcação e pouco.

6,0
Jorge Henrique

Apesar de veterano, fez o que pôde para marcar forte. Deixou o gramado exausto após se dedicar à forte marcação.

7,5
Thalles

Categoria e tranquilidade na hora de marcar os gols da virada. Consagrou-se como o herói da volta do Vasco à elite.

6,5
Eder Luis

Entrada providencial em campo. Deu velocidade ao setor ofensivo do time e participou no lance do gol do empate.

5,5
Julio dos Santos

Substituiu Jorge Henrique na etapa final. Tentou melhorar a qualidade do toque de bola da equipe.

5,5
William

Entrou a dez minutos do final do jogo e mostrou muita disposição como sempre. Tem a confiança do treinador.

6,5
Técnico: Jorginho

Teve mérito ao substituir Diguinho por Eder Luis, após ver seu time ser completamente dominado na etapa inicial.

ATUAÇÕES > CEARÁ
Felipe David (reportervasco@lancenet.com.br)


5,5
Éverson

Fez duas boas defesas na partida. Sem culpa nos gols vascaínos.

6,0
Cametá

Apareceu com perigo no ataque em alguns lances.

5,0
Ewerton Páscoa

Teve muito trabalho com Thalles.

5,0
Valdo

Assim como o companheiro de zaga, não foi efetivo na marcação.

5,0
Eduardo

Foi menos efetivo que Cametá em relação ao apoio.

5,5
Richardson

Outro que caiu muito de rendimento na volta do intervalo.

6,0
Felipe Menezes

Apoiou com intensidade e deu opções para o ataque.

5,5
Felipe

Mostrou disposição. Conseguiu achar espaços pelo meio.

5,5
Wescley

Deu trabalho a Madson pelo lado direito de ataque.

5,5
Lelê

Deu trabalho ao setor defensivo vascaíno, fazendo jogadas pelo meio.

5,0
Bill

Estava mais preocupado em se desentender com Rodrigo do que jogar.

4,0
Rafael Costa

Não conseguiu concluir a gol.

5,5
Robinho

Imprimiu velocidade e deu trabalho à defesa vascaína.

4,5
Ricardinho

Pouco fez em campo.

5,5
Técnico: Sérgio Soares

Soube explorar o nervosismo adversário. Viu seu time permitir a virada do Vasco, mas não recuou.