Torcida Corinthians São Januário

Torcedor chegou a São Januário num dos ônibus fretados pelos corintianos (Foto: João Matheus Ferreira)

Felippe Rocha e João Matheus Ferreira
20/11/2015
01:30
Rio de Janeiro (RJ)

Antes do início da partida entre Vasco e Corinthians, em São Januário, um artefato foi apreendido pela Polícia Militar com um torcedor do Timão. O corintiano foi detido, passou o jogo inteiro no Jecrim (Juizado Especial Criminal), dentro do estádio, aguardando a perícia. A análise foi feita no final da partida, e foi constatado que a bomba, na verdade, era de tinta.

O torcedor detido alegou não saber do que era feita a bomba, pois alguém havia lhe dado. Ele veio no ônibus da torcida Gaviões da Fiel, encarou horas de ônibus, mas não viu a equipe ser campeã brasileira.

CONFUSÕES
O clima em São Januário não foi ruim, de um modo geral, mas alguns tumultos quase causaram problemas sérios. Menos de uma hora antes do início do jogo, muitos torcedores do Corinthians já ocupavam o setor de visitantes. Como havia poucos lugares vazios no setor, os torcedores que demoraram a entrar no estádio preferiram esperar o início da partida. O problema é que eles aguardaram na parte de baixo da arquibancada, justamente onde a ambulância precisa ficar posicionada. Quando o veículo tentou passar, houve empurra-empurra entre corintianos, a Polícia Militar chegou a disparar tiros de bala de borracha e dois torcedores precisaram receber atendimento, mas nada grave.

No fim da partida, torcedores do Vasco iniciaram uma briga numa das saídas e o tumulto se prolongou por alguns minutos, mesmo com a intervenção da polícia. Do lado de fora, os brigões pareciam ter se dispersado, mas o tumulto recomeçou. Felizmente, não houve grandes consequências.

HOME - Vasco x Corinthians - Campeonato Brasileiro - Vagner Love (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)
É hexa! Corinthians arranca empate com Vasco e é campeão Brasileiro de 2015