LANCE!
30/11/2016
17:21
Rio de Janeiro (RJ)

Na última terça-feira, Cristóvão Borges foi anunciado como novo treinador do Vasco. Após a demissão de Jorginho, o ex-comandante de Fluminense, Flamengo, Bahia, Atlético-PR e Corinthians agora tenta emplacar novamente em algum clube.

Após sua saída do Cruz-Maltino em 2013, Cristóvão foi dirigir o Bahia, onde fez 42 jogos no total de maio a dezembro. Foram 14 vitórias, 13 empates e 15 derrotas.

Após sua demissão, chegou ao Fluminense em abril de 2014 para substituir Renato Gaúcho. A equipe acabou eliminada pelo Goiás na segunda fase da Sul-Americana e pelo América de Natal na terceira fase da Copa do Brasil. No ano seguinte, com o clube sem a parceria com a Unimed, ele foi demitido após terminar a 11ª rodada do Carioca fora da zona de classificação. Foram 55 jogos, 28 vitórias, 11 empates e 16 derrotas.

Cristóvão foi convidado para assumir o Flamengo depois da demissão de Vanderlei Luxemburgo, em 2015. No comando do rubro-negro, foram 18 jogos, oito vitórias, um empate e nove derrotas, com 19 gols a favor e 23 contra. Sua relação com a torcida foi se desgastando cada vez mais e seu pedido de demissão aconteceu após a derrota diante do Vasco pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Em outubro de 2015, Cristóvão foi anunciado no Atlético-PR, onde ficou até março de 2016. Com o Furacão, fora apenas 20 jogos, nove vitórias, sete empates e quatro derrotas. 

Seu último trabalho foi no Corinthians. Contratado para substituir o técnico e ídolo Tite, que foi para a Seleção Brasileira, ele acabou durando apenas três meses no cargo. Foram 19 jogos, oito vitórias, quatro empates e seis derrotas, com sua demissão confirmada após a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras na 26° rodada do Brasileirão.