Vinícius Faustini
04/06/2016
18:57
Rio de Janeiro (RJ)

A prova do quanto Andrezinho é essencial para a trajetória do Vasco na Série B foi dada em grande estilo, na tarde deste sábado, em São Januário. Recuperado de uma lesão que tinha o afastado dos campos desde 21 de maio, o meia entrou no segundo tempo e, além de mudar completamente a cara do Cruz-Maltino, deu a vitória por 1 a 0 sobre o Goiás e estendeu a série invicta da equipe para 33 partidas.

Com este resultado, o Vasco chega aos 16 pontos em seis partidas e abre quatro do Atlético-GO, que ainda joga neste sábado contra o Bragantino. Bahia e Brasil de Pelotas fecham o G4 da Série B. O Goiás é o 15º com sete pontos. Na próxima rodada, o Cruz-Maltino visita o Joinville, enquanto o Esmeraldino recebe o Bahia. Ambos os jogos são na terça-feira.

A opção inicial do técnico Jorginho para a partida foi em lançar Willian e Diguinho como dupla de volantes. Porém, esta alternativa não evitou que erros surgissem na etapa inicial. Nenê ficava isolado na criação e era facilmente neutralizado. Vinham cruzamentos, lançamentos e frustrações. 

A dificuldade do Vasco foi tamanha que a primeira chance veio com Eder Luis aos 41 minutos, obrigando Renan a defender em dois tempos. Já o Esmeraldino era perigoso em contra-ataques, e assustou em finalizações de Wendel e Cleo. Thalles ainda pediu pênalti de Willian. O alento da torcida cruz-maltina pareceu vir nos acréscimos, quando Julio Cesar serviu Thalles e estufou a rede, mas o árbitro anulou o gol por impedimento.

O técnico Jorginho promoveu no intervalo a entrada de Andrezinho no lugar do inoperante Bruno Ferreira. A prova de que a escolha foi certa veio com um minuto, quando o meia serviu Eder Luis, que bateu rente à trave.

A troca de passes do Vasco saiu com mais facilidade, e imprensou o Goiás. Andrezinho e Eder Luis fizeram nova tabela, mas o camisa 7 se atrapalhou.
Nenê cobrou falta e Thalles cabeceou para fora. Mas a prova de que Andrezinho é essencial para a equipe viria em grande estilo.

Aos 25 minutos, Nenê cruzou para o meia, que se desvencilhou da marcação e bateu firme, sem chances para o goleiro Ivan: 1 a 0.

O Vasco ainda teve a chance de ampliar, com Caio Monteiro. A desvantagem fez o Goiás se lançar à frente, com Cleo e Rafhael Lucas. Mas, com o meio mais sólido, o Cruz-Maltino manteve sua série invicta e a liderança na Série B intactas.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1x0 GOIÁS


Data-hora: 04/06/2016, às 16h30 (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Antônio Rogério Batista do Prado (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP)
Renda: R$ 217.215,00 / 6.847 pagantes

Cartões amarelos: Thalles (VAS), Rossi e Ivan (GOI).

Gol: Andrezinho, 25/2T (1-0)

VASCO: Jordi; Bruno Ferreira (Andrezinho, intervalo), Luan, Rodrigo e Julio César; Willian Oliveira, Diguinho e Nenê; Eder Luis (Caio Monteiro 28’/2º T, Jorge Henrique e Thalles. Técnico: Jorginho

GOIÁS: Renan (Ivan, intervalo); Anderson Salles, Wesley Matos e Jefferson; Ramires, Wendel (Rafhael Lucas, 17/2º T), Thalles e Léo Sena; Rossi (Higor Leite 24’/2º T) e Cléo. Técnico: Enderson Moreira