Julio dos Santos - Vasco x Paraná

Volante não se mostrou abalado com as críticas da torcida vascaína (Celso Pupo/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
28/06/2016
23:29
Rio de Janeiro (RJ)

Após o apito final, as vaias, que estavam acontecendo durante a partida – com alguns jogadores como alvos – se intensificaram, demonstrando toda a revolta da torcida com a derrota do Vasco por 2 a 1 para o Paraná, de virada, em São Januário, na noite desta terça-feira.

Um dos que sofreram com as críticas vindas da arquibancada foi Julio dos Santos, que chegou a encarar os vascaínos que estavam na Colina e o cobravam. Depois do jogo, o paraguaio ressaltou que o torcedor é livre para se manifestar e não demonstrou estar abalado, lembrando que nem mesmo o argentino Messi é unanimidade.

– Todo mundo pode se expressar como quiser. Eu respeito tudo em relação à torcida. O torcedor é livre. Hoje em dia, até Messi é criticado pela torcida. Me sinto um privilegiado por poder jogar futebol – disse.

O volante Diguinho avisou que as reclamações são justas, mas avisou que, durante a partida, as críticas podem ser prejudiciais ao time:

– Aquele que não estiver suportando a cobrança não pode jogar no Vasco da Gama. A cobrança é justa mas, durante o jogo, pedimos um pouco mais de paciência para que possamos fazer nosso trabalho.