LANCE!
12/11/2016
20:57
Bragança Paulista (SP)

Jorginho estava certo de que um resultado negativo em Bragança Paulista neste sábado aumentaria ainda mais a tensão e as cobranças no Vasco para esta reta final  rumo ao acesso à Série A do Brasileiro. Por isso o treinador considerou fundamental a vitória sobre o Bragantino, até por conta dos demais resultados na rodada que beneficiaram o Vasco. Ele destacou que não foi uma partida bonita para os torcedores, mas ressaltou que o importante é garantir logo a vaga na Série A  para iniciar os preparativos para a próxima temporada.

- Não foi um jogo bonito, mas nem precisa ser. O importante é subir e ter tranquilidade para pensar o próximo ano. Tivemos tranquilidade. Tomamos um gol do empate, mas buscamos a vitória e foi fundamental pelos outros resultados.

Confira outros trechos da coletiva de Jorginho:

Sentimento após a vitória 

- Podemos ter uma semana mais tranquila, mas muito concentrada. Falamos sobre isso e não vamos relaxar enquanto não cravar o nosso nome realmente na Primeira Divisão.

Pressão dos torcedores

- O que dá para tirar é que juntos somos mais fortes. A torcida veio, apoiou a gente, os jogadores entenderam que precisam dar a vida pelo Vasco da Gama. Foi o nosso sentimento. Comissão técnica também, todo mundo ligado. Tivemos mudanças e todos estavam dispostos a se doar. Foi o que aconteceu.

Nenê

- É um jogador de uma qualidade técnica que conhecemos muito bem, é um dos melhores da equipe. Tem essa liderança técnica e, ao mesmo tempo, um carisma muito grande com a torcida. Caiu nas graças do torcedor. É um jogador que faz a diferença no momento certo.

Thalles

- Eu dei os parabéns ao Thalles pelo gol, é claro, mas também pela entrega dele. Vi o Thalles fazendo papel de zagueiro, dando carrinho, o que não é a característica dele. Ele voltou, está se doando pelo Vasco da Gama. Está de parabéns. Sabemos do potencial desse jogador, que se se concentrar um pouco mais vai ter uma carreira brilhante.

Próximo adversário: Criciúma
- A concentração é total. Já trabalhei no Figueirense, tive jogos lá, sei o quanto é difícil. A pressão que tivemos aqui, vamos ter lá. É uma equipe mais qualificada.

Chances de acesso

- Ninguém relaxa. Só vamos relaxar ou pensar em férias depois que cravarmos o nome do Vasco na primeira divisão. Todos estão em estado de alerta. Quero concentração total, cuidado com o sono, alimentação, descanso.