David Nascimento
16/05/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Como se fosse um jogo de futebol, a definição da situação de Riascos com o Vasco já está nos pênaltis. O contrato do atacante terminou no último domingo em São Januário. Na teoria, retorna esta segunda-feira ao Cruzeiro, dono de seus direitos até 2018. Mas a cúpula vascaína segue esperançosa em contar com o colombiano até dezembro. Aguarda a palavra final de Paulo Bento, português que será apresentado nesta segunda-feira como novo técnico da Raposa para este ano.

Os jogadores do Vasco se reapresentam às 16h desta segunda-feira, em São Januário. Simultaneamente, Paulo Bento inicia os trabalhos na Toca da Raposa. Riascos, sem certeza sobre o futuro, não deve aparecer em nenhum dos locais, aguardando que o martelo seja batido de sua residência no Rio de Janeiro. Nas últimas semanas, o colombiano declarou publicamente a vontade de seguir no Vasco por ter encontrado o seu futebol.

A negociação do Vasco com o Cruzeiro sobre Riascos acontece há mais de um mês. No início das conversas, a diretoria da Raposa não cogitava outro cenário a não ser vender o colombiano. Cobrava dois milhões de dólares (cerca de R$ 7 milhões) pela transação. Por estar na Série B e com poucos recursos, a cúpula de São Januário não aceitou. Mas não desistiu de tentar a continuidade do empréstimo de Riascos.

Somente na quinta-feira passada que o Cruzeiro cedeu, abrindo novamente a possibilidade de prorrogar o empréstimo de Riascos. Isto por conta de três fatores: não ter recebido proposta de outro clube pelo atacante, uma prévia rejeição do nome pelo novo técnico, além de economia de dinheiro. Até o domingo, Vasco e Cruzeiro dividiam o salário de R$ 200 mil de Riascos igualmente, e o clube carioca aceitou pagar 75% do valor, esperando agora a avaliação final por parte do técnico Paulo Bento.

Desde que chegou ao Vasco no meio do ano passado, Riascos entrou em campo em 49 oportunidades. Com ele, o time de São Januário venceu 24 vezes, empatou dez e saiu derrotado em outras 15 ocasiões. Ao todo, o colombiano estufou 17 vezes as redes adversárias. Para a sequência da temporada, a torcida espera que ele fique. Mas depende do português.