David Nascimento
19/11/2016
07:00
Criciúma (SC)

Os anos de 2009, 2014 e 2016 não são lembrados como entusiamo pelo Vasco. Nas três ocasiões, a equipe disputou a Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, contra o Criciúma, às 16h30, em Santa Catarina, os comandados de Jorginho entram em campo e uma simples vitória garantirá o retorno do clube à elite nacional em 2017. O site do LANCE! transmite o confronto em tempo real.

Esta foi a terceira participação do Vasco na Série B. E a que mais marcou de maneira negativa. A expectativa era de o acesso ser garantido de maneira antecipada, além da conquista do título, ainda mais depois da equipe ter passado no primeiro semestre por uma invencibilidade de 34 jogos. Porém, no fim das contas, não foi o que ocorreu.

Na primeira participação na Série B em 2009, o Vasco conquistou o título com duas rodadas de antecedência e o acesso em quatro. Jogos em casa eram sinônimo de casa cheia e vitória. Em 2014, na segunda participação, o apoio do torcedor diminuiu e o título não foi conquistado. E o acesso, na ocasião, foi com somente uma partida antes.

Nesta Série B, a média de público do Vasco como mandante diminuiu ainda mais – cerca de quatro mil torcedores. Vários protestos pairaram São Januário depois que a invencibilidade foi quebrada. Um ponto até esperado pelo desgaste de três participações com um clube como o Vasco, o Gigante da Colina.

A força em campo para a decisão será mais forte do que jamais visto pelo Vasco em 2016. A torcida quer nunca mais passar pelo pesadelo!

VASCO NAS SÉRIES B

2009
Na primeira vez que disputou a Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco teve um desempenho impecável em toda a competição, garantindo o retorno à elite do futebol brasileiro no ano seguinte com quatro rodadas de antecedência e o título com duas. A torcida lotou quase todos os jogos, em um apoio incondicional.

2014
A presença de público nos jogos como mandante do Vasco na segunda participação na Série B do Brasileiro diminuiu, mas ainda foi considerado o bom número do torcedor. O Vasco conseguiu o acesso com uma rodada de antecedência, mas não foi campeão da competição. Foi na temporada que o goleiro Martin Silva, do Uruguai, chegou a São Januário.

2016
O Vasco começou a temporada depois da manutenção de quase todo o elenco do fim de 2015. Resultado disso foi uma invencibilidade de 34 jogos. Mas desde que a série foi quebrada, a equipe passou por longa instabilidade e enfim neste sábado pode acabar com o pesadelo. Não pode mais ser campeão.

RUMO AO ACESSO

Vasco vence
O Cruz-Maltino pula para 65 pontos e estará de volta à elite do futebol brasileiro com uma rodada de antecedência.

Vasco empata
Vai para 63 pontos e, de cara, já não será mais ultrapassado pelo Londrina. Porém, para subir nesta rodada precisaria torcer para o Náutico não vencer o Tupi. Caso obtenha os três pontos, o Timbu chegaria aos 60 pontos e poderia na última rodada alcançar o Vasco, o superando no número de vitórias.

Vasco perde
Neste caso seguirá com 62 pontos. Só subiria se Londrina e Náutico no máximo empatasse os seus jogos. Assim, estes times iriam para 58 pontos, quatro atrás dos vascaínos e restando uma rodada.