Double Talk2

Double Talk, vitória fácil na Gávea – Foto: Gerson Martins

Fernando Lopes
30/10/2016
18:23

Ver animais de exceção correr é um deleite para o verdadeiro amante do Esporte dos Reis. Um dos grandes valores de sua geração e, com certeza, a melhor velocista entre as fêmeas, Double Talk deu um verdadeiro galope de saúde em seu batismo clássico no Grande Prêmio Costa Ferraz (G3), ficando a 79/100 do recorde do quilômetro carioca, pertencente à sua companheira de campo criatório, a craque Bottega. A carreira, atração central da jornada deste domingo, 30 de outubro, no Hipódromo da Gávea, foi disputada em 1.000 metros, pista de grama leve, com três metros de cerca móvel.

Double Talk reapareceu no capricho deste fenômeno na arte de treinar um PSI, Roberto Morgado Neto. Sempre fazendo jus ao seu DNA de campeão, Bebetinho trouxe Double Talk no último furo para conquistar mais uma vitória em sua proveitosa campanha. Sempre com um índice de triunfos altíssimo, Bebetinho mantém seus animais em excepcional estado, fruto também, claro, do excelente trabalho de sua equipe no Centro de Treinamento do Haras Santa Maria de Araras.

Valdinei Gil, como de hábito, esteve perfeito e tranquilo no dorso da ganhadora, não usando o chicote em parte alguma do percurso e controlando o ritmo de sua pilotada para levá-la mais uma vez à primeira colocação. Não por nada um dos melhores jóqueis do país, Gil parece melhorar sua técnica a cada reunião disputada no prado carioca. Em segundo lugar na estatística da temporada 2016/2017, o popular “Dragão” este ano parece mais determinado a lutar por sua primeira conquista entre os pilotos do Hipódromo Brasileiro.

Double Talk acompanhou na quarta colocação o ritmo imposto pelas velozes Kremlin e Deitá, logo atrás de Pianella. Na hora da verdade, com seu piloto à tiracolo, Double Talk impôs sua superioridade, dominou as ações e rumou para o disco, em êxito autoritário, de acordo com sua superioridade sobre as demais concorrentes – basta dizer que em sua performance antes desta, secundou Consul American, que vem de derrotar, nada mais, nada menos, que o tordilho Wenzel Blade, o melhor animal de velocidade do país -. Pianella confirmou sua última boa vitória e formou a dupla, superando a regularíssima Golden Crown, a terceira colocada. Deitá e Kremlin completaram o marcador remunerado.

Uma 4 anos, filha de Wild Event e French Riviera, por Lode, de criação e propriedade para o Haras Santa Maria de Araras, Double Talk chegou ao seu quinto êxito, em sete atuações, o primeiro na esfera nobre. Como dito no início do texto, a ótima velocista parou os cronômetros em 54s90, ficando a 79/100 do recorde da distância.