leandro henrique

Leandro Henrique experimenta a vaga que em breve será sua e da bicicleta (foto: Karol Loureiro)

LANCE!
10/06/2016
10:30
Karol Loureiro

Em 1989, conduzindo o cavalo Troyanos, aos 19 anos, o jóquei Carlos Lavor tornou-se desde então o profissional mais novo a vencer o Grande Prêmio Brasil. Sendo que 27 anos depois, uma nova história pode ser escrita por um aprendiz: Leandro Henrique.

Aos 17 anos, ainda aprendiz da Escola do Jockey Club Brasileiro, Leandro solicitou subir para aprendiz de 1ª categoria para poder montar o cavalo Like Desire no festival do Grande Prêmio Brasil.

“Eu ainda tinha dois meses para montar de 2ª categoria (descarregando 2kg perante um jóquei profisisonal), mas recebi a proposta de competir no festival do Grande Prêmio Brasil, para isso tinha de subir de categoria. Aceitei na hora!", contou.

Pernambucano nascido na capital Recife, Henrique subiu no dorso de um pônei aos 8 anos, através do projeto 'Jóqueis do Futuro'. Ele ainda lembra o que sentiu naquele instante: “foi a melhor sensação que tive na vida. Senti-me livre. Foi maravilhoso”.

Desse dia até chegar ao Hipódromo da Gávea, se passaram oito anos, visto que ele faz aniversário em 21 de dezembro, em 2 de janeiro de 2015 chegava ao Rio de Janeiro.

“Fiquei um mês na seleção da escolinha do Rio. Entrei mesmo em fevereiro. Cheguei sabendo algumas coisas, mas precisava aperfeiçoar o uso do chicote com a canhota e a bater no local certo no cavalo. Dia 29 de maio estreei com Urbanesco, mas cheguei em 2º. No mês seguinte, venci com ele minha primeira corrida na Gávea”, dessa vitória até o final de junho, o aprendiz conseguiu 17 vitórias, com apenas 16 anos e competindo contra os melhores jóqueis do Brasil, um número impressionante.

Na temporada atual, iniciada em 1º de julho de 2015 e que encerra no próximo dia 30 de junho de 2016, Leandro Henrique soma 196 pontos e lidera a estatística com folga de 25 sobre o 2º colocado, Valdinei Gil. Ele está muito perto de se tornar o primeiro aprendiz a vencer a estatística do Jockey Club Brasileiro.

“Nem nos melhores sonhos eu podia imaginar que estaria brigando pela estatística no primeiro ano competindo no Hipódromo da Gávea. O apoio dos profissionais da Escola de Aprendizes, as boas montarias obtidas pelo agente Danilo Aglio e a confiança de muitos treinadores foram fundamentais para que vença essa disputa”.

O prêmio para quem vencer a estatística no Rio de Janeiro é o direito a uma vaga VIP no estacionamento da Gávea. Sem poder tirar carteira de motorista até dezembro, que é quando completará 18 anos, Leandro Henrique sabe bem o que fazer caso ganhe.

“Irei estacionar a minha bicicleta. Só falta saber qual será a melhor posição”, brincou o garoto.

Montarias de L. Henrique - Este final de semana, além de conduzir Like Desire, cavalo do Stud Alvarenga, no Grande Prêmio Brasil de Turfe, o aprendiz também conduzirá Carrocel Encantado no GP Presidente da República, Quick-Stick no GP JCB, Dutota Desejada no GP Roberto e Nelson Grimaldi Seabra e Tenossuh no GP Major Suckow, todas estas provas de Grupo 1. Leandro competirá ao lado de profissionais consagrados como Carlos Lavor, Jorge Ricardo, Altair Domingos entre outros, enchendo de orgulho seus pais (Adriano Antonio de Oliveira e Maria Aparecida Espíndola), sua irmã (Erika Patrícia), sua namorada (a aprendiz Victoria Dias), seus antigos e novos professores, além de milhares de turfistas de todo o país que passaram a acompanhar seu talento no Esporte dos Reis.

Para quem quiser apostar nas montarias do jovem Leandro Henrique, basta ir aos guichês do Hipódromo da Gávea, nos Agentes Credenciados JCB/PMU ou ainda utilizar o site Jockey Rio. As apostas partem de R$ 2,00.