Icorrea

VEM COM TUDO - Ilson Correa estava trabalhando os cavalos do Haras Anderson nos últimos três anos e mantém o mesmo preparo físico (Foto: Gerson Martins - JCB)

Rafael Cavalcanti
06/09/2016
21:16

A resolução da Comissão de Corridas do Jockey Club Brasileiro publicada nesta terça-feira traz uma das melhores notícias do mundo turfístico na temporada: concede a renovação de matrícula do jóquei Ilson Correa, um verdadeiro campeão nas pistas e que estava afastado dos programas há pouco mais de três anos – sua última montaria foi em maio de 2013. Deve voltar a assinar montarias na próxima programação.

Nascido em Bagé, no Rio Grande do Sul, Ilson Maida Correa, de 32 anos, foi vencido pela difícil briga com a balança. Desde então, trabalha todos os pensionistas do Haras Anderson, em Friburgo. Arrojado e com muitos recursos técnicos, o piloto reaparece motivado.

“Bati hoje o peso, com 57 quilos, estou bem, acompanhado por um personal trainer e uma nutricionista, que têm me ajudado muito. Na próxima segunda (dia 12) devo assinar montarias. O Correa de agora é mais maduro, mais responsável, mais família (tem um filho), e a vontade continua a mesma de sempre: vencer”, resumiu Correa.

Apesar de já ter vencido para as principais coudelarias do Rio de Janeiro (Araras, Alvarenga, Capitão, Estrela Energia, Santa Rita da Serra e LLC, entre outros), foi no Haras Anderson que ganhou suas principais provas, conduzindo velocistas de primeira, tais como Lost Love, Omaggio e Norway Boy.

História de sucesso - No dia 4 de março de 1999 veio para a Gávea. O sucesso, como aprendiz, foi imediato, tendo vencido 130 carreiras, recorde até então, depois superado pela gaúcha Josiane Gulart. Ainda na Escola, na primeira categoria, foi contratado pelo Haras Anderson, onde permaneceu por 13 anos como jóquei contratado. Em 2001, no dorso de Canzone, do Stud Capitão, Correa levantou o GP São Paulo, ficando como o jóquei mais novo a vencer a prova, com 17 anos. Correa parou de montar com 1.795 vitórias, e está pronto para voltar a disputar as principais provas do calendário.