icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/07/2013
15:43

Em visita ao Palácio da Cidade, em Botafogo, nesta quinta-feira, o Papa Franciso se encontrou com algumas personalidades do esporte brasileiro, dentre elas Zico. O Galinho aproveitou a oportunidade para entregar ao pontífice uma camiseta estilizada do Flamengo com o nome do Papa Francisco. Apaixonado por esporte, Francisco é torcedor do San Lorenzo.

- Foi uma coisa emocionante poder dar ao Papa a camisa do Mengão. A emoção é total, esse encontro é uma coisa que te dá uma limpeza de alma, de tudo. Estou aqui como atleta, é muito bacana poder ter esse tipo de encontro com uma pessoa tão importante. Disse para ele que essa camisa eu usei durante 20 anos e têm as mesmas cores do time dele - disse o ídolo rubro-negro, que lembrou de quando participou de uma homenagem ao Papa João Paulo II, no Vaticano:

- É sempre emocionante, já tinha encontrado o Papa João Paulo II, inclusive em um evento de 50 anos de Papado fui o abençoado do Brasil, entre esportistas do mundo que tinham alguma história com a religião. Contei a ele sobre o padre da Igreja de São Judas Tadeu, na Gávea, que rezava missa com a camisa do Flamengo por baixo da batina.

Assim que chegou ao Rio de Janeiro o Papa Francisco foi até o Palácio Guanabara. Quando desembarcou no campo das Laranjeiras, também foi presenteado com uma camisa tricolor.

Em visita ao Palácio da Cidade, em Botafogo, nesta quinta-feira, o Papa Franciso se encontrou com algumas personalidades do esporte brasileiro, dentre elas Zico. O Galinho aproveitou a oportunidade para entregar ao pontífice uma camiseta estilizada do Flamengo com o nome do Papa Francisco. Apaixonado por esporte, Francisco é torcedor do San Lorenzo.

- Foi uma coisa emocionante poder dar ao Papa a camisa do Mengão. A emoção é total, esse encontro é uma coisa que te dá uma limpeza de alma, de tudo. Estou aqui como atleta, é muito bacana poder ter esse tipo de encontro com uma pessoa tão importante. Disse para ele que essa camisa eu usei durante 20 anos e têm as mesmas cores do time dele - disse o ídolo rubro-negro, que lembrou de quando participou de uma homenagem ao Papa João Paulo II, no Vaticano:

- É sempre emocionante, já tinha encontrado o Papa João Paulo II, inclusive em um evento de 50 anos de Papado fui o abençoado do Brasil, entre esportistas do mundo que tinham alguma história com a religião. Contei a ele sobre o padre da Igreja de São Judas Tadeu, na Gávea, que rezava missa com a camisa do Flamengo por baixo da batina.

Assim que chegou ao Rio de Janeiro o Papa Francisco foi até o Palácio Guanabara. Quando desembarcou no campo das Laranjeiras, também foi presenteado com uma camisa tricolor.