icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2013
11:26

Atual campeã de Roland Garros e defensora do título em Wimbledon, a tenista americana Serena Williams viu o seu favoritismo cair por terra nesta segunda-feira, em Londres. No primeiro duelo do dia na quadra central do torneio de Wimbledon, a líder do ranking foi surpreendentemente eliminada para a alemã Sabine Lisicki.

Após ser surpreendida no primeiro set pela alemã e perder a parcial por 6-2, Serena precisou reagir na grama londrina para tentar evitar uma zebra. Mas foi em vão. A americana venceu o segundo set por 6-1 em apenas 27 minutos, mas voltou a enfrentar dificuldades no set final e perdeu por 6-4.

Os erros não forçados foram o pesadelo da americana número um do mundo. No set inicial ela cometeu 12 erros do tipo. Em seguida venceu a segunda parcial sem registrar erros, mas voltou a abusar deles no terceiro set, quando cometeu 11 e deu adeus ao sonho de ser hexacampeã na grama e viu sua série de 34 vitórias seguidas cair.

No total, porém, Lisicki errou até mais do que Serena - foram 25 erros não forçados da alemã - por conta da americana ter feito um segundo set quase perfeito.

Na próxima fase, Sabine Lisicki, que tem 23 anos e é a 24ª do ranking, vai duelar com a tenista da Estônia Kaia Kanepi, 46ª do ranking, que eliminou a esperança britânica Laura Robson mais cedo por 2 a 0 (7-6 e 7-5).

Outras zebras em Wimbledon

Serena Williams não foi a primeira tenista a ser surpreendida por uma zebra em Londres. Este ano, Maria Sharapova, terceira do ranking, também foi eliminada pela portuguesa Michelle Brito, 131ª do ranking. Victoria Azarenka (2ª) foi outra cair precocemente, mas a bielorussa desistiu do torneio por conta de uma lesão no joelho.

No masculino, a história não foi diferente. Favoritos como Rafael Nadal e Roger Federer foram eliminados nas primeiras rodadas. O espanhol caiu logo na estreia para Steve Darcis (135.º), enquanto o suíço perdeu na segunda rodada para Sergiy Stakhovsky (116º). Sétimo do ranking, Jo-Wilfred Tsonga abandonou o torneio por conta de uma lesão.

Atual campeã de Roland Garros e defensora do título em Wimbledon, a tenista americana Serena Williams viu o seu favoritismo cair por terra nesta segunda-feira, em Londres. No primeiro duelo do dia na quadra central do torneio de Wimbledon, a líder do ranking foi surpreendentemente eliminada para a alemã Sabine Lisicki.

Após ser surpreendida no primeiro set pela alemã e perder a parcial por 6-2, Serena precisou reagir na grama londrina para tentar evitar uma zebra. Mas foi em vão. A americana venceu o segundo set por 6-1 em apenas 27 minutos, mas voltou a enfrentar dificuldades no set final e perdeu por 6-4.

Os erros não forçados foram o pesadelo da americana número um do mundo. No set inicial ela cometeu 12 erros do tipo. Em seguida venceu a segunda parcial sem registrar erros, mas voltou a abusar deles no terceiro set, quando cometeu 11 e deu adeus ao sonho de ser hexacampeã na grama e viu sua série de 34 vitórias seguidas cair.

No total, porém, Lisicki errou até mais do que Serena - foram 25 erros não forçados da alemã - por conta da americana ter feito um segundo set quase perfeito.

Na próxima fase, Sabine Lisicki, que tem 23 anos e é a 24ª do ranking, vai duelar com a tenista da Estônia Kaia Kanepi, 46ª do ranking, que eliminou a esperança britânica Laura Robson mais cedo por 2 a 0 (7-6 e 7-5).

Outras zebras em Wimbledon

Serena Williams não foi a primeira tenista a ser surpreendida por uma zebra em Londres. Este ano, Maria Sharapova, terceira do ranking, também foi eliminada pela portuguesa Michelle Brito, 131ª do ranking. Victoria Azarenka (2ª) foi outra cair precocemente, mas a bielorussa desistiu do torneio por conta de uma lesão no joelho.

No masculino, a história não foi diferente. Favoritos como Rafael Nadal e Roger Federer foram eliminados nas primeiras rodadas. O espanhol caiu logo na estreia para Steve Darcis (135.º), enquanto o suíço perdeu na segunda rodada para Sergiy Stakhovsky (116º). Sétimo do ranking, Jo-Wilfred Tsonga abandonou o torneio por conta de uma lesão.