icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
13/02/2015
12:41

Ídolo do Botafogo e titular da Seleção Brasileira, o goleiro Jefferson se impõe nas partidas contra os adversários com ótimas defesas. Tanto destaque chegou a gerar um certo receio do zagueiro Renan Fonseca em fazer parte de uma zaga ao lado do camisa 1.

- Antes de vir para o Botafogo eu tinha um certo receio de como ia ser jogar com um jogador do nível do Jefferson. Mas logo que cheguei, vi que é um cara simples, que conversa bastante e chama a responsabilidade. Não podemos jogar tudo nas costas dele e, apesar de estar chegando agora, temos que dividir isso - afirmou o jogador, de 24 anos, e ex-Santa Cruz.

Jefferson soube das palavras de Renan Fonseca logo depois da entrevista coletiva do beque e se mostrou feliz em saber que é referência para os companheiros.

- Fico feliz de saber que os jogadores pensam assim de mim. Sabia que poderia existir alguma espécie de desconfiança por eu ser titular da Seleção Brasileira. O René chegou para mim e disse que eu tinha de chamar os jogadores, pois muitos poderiam me olhar diferente, por estar na Seleção. O que disse ao grupo é que todos são importantes, estejam na Seleção ou não, cada um tem o seu valor - afirmou o goleiro à ESPN Brasil

Renan também acredita que a força de Jefferson, tanto com a torcida quanto contra os rivais, acaba tirando um peso das costas dos outros defensores:

- Ali atrás a maior referência sempre será o Jefferson. Isso acaba tirando um peso das nossas costas. Esperamos nos entrosar para sofrer o menor número de gols. Quando nós damos uma vacilada, o que é normal no começo, chega no Jefferson e ele acaba fazendo grandes defesas. Depois o torcedor vai admirar o nosso trabalho e só o tempo vai dizer isso.