icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/04/2014
12:02

O zagueiro Dirceu passou da incerteza à glória em poucos meses. Contratado pelo FC Goverla, da Ucrânia, o defensor chegou a fazer a pré-temporada pelo clube, mas se viu obrigado a voltar ao Brasil com a guerra política no país do Leste Europeu. Com o prazo para a inscrição nos Estaduais se encerrando, por pouco o atleta não passou o primeiro semestre desempregado. O desfecho, no entanto, foi outro: Dirceu acertou com o Londrina e terminou campeão estadual como capitão.

- Foi tudo muito rápido. De um dia para outro surgiu a proposta da Ucrânia e fui para ver o que dava. Fiz uma boa pré-temporada na Turquia, mas quando o time ia voltar para a Ucrânia, aconteceram aqueles fatos marcantes e fui aconselhado a voltar para o Brasil. Fiquei triste naquele momento, não sabia o que estava por vir - lembrou o zagueiro.

Dirceu foi revelado nas categorias de base do Coritiba e ficou conhecido pelo próprio Londrina no Campeonato Paranaense de 2013, quando foi um dos melhores defensonres da competição. O jogador, que ainda disputou a Série B pelo Paysandu antes de ir para a Ucrânia, comemorou a volta ao Londrina como referência para a torcida.

- Nasci em Ibaiti, no Norte do Paraná, e quando criança via o Londrina como um time forte do interior do Estado. Quando retornei para o time, disse que meu objetivo era fazer o torcedor do Londrina reviver aqueles tempos.

Antes de voltar ao futebol paranaense, Dirceu havia acertado por dois anos com FC Goverla, mas a instabilidade na Ucrânia não o deixou sequer fazer os exames médicos. De volta ao Londrina, o capitão assinou contrato de três meses com o Alviceleste, vínculo que se encerra no próximo mês. Dirceu ainda não definiu o futuro, mas garantiu ter recebido sondagens de clubes das séries A e B do Campeonato Brasileiro.