icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
20/06/2014
14:07

O discurso dos jogadores da Seleção Brasileira segue em cima de que a equipe evoluiu de um jogo para o outro na Copa do Mundo, apesar de não ter vencido o México. David Luiz bate na tecla de que as dificuldades encontradas nas partidas contra mexicanos e croatas vão preparar o Brasil para a sequência da Copa do Mundo.

- Todos os times querem ganhar. Está muito difícil, todo mundo quer ganhar do Brasil. Mas estamos fazendo de tudo, como na Copa das Confederações. As coisas lá fluíram da melhor forma. Temos de saber que tem dificuldades. Queria estar falando de grandes espetáculos, Brasil voando? Não sei. Talvez a gente não visse o valor real da Copa. Vai ser difícil, com muita luta. Tem jogos que você vai saber sofrer 90 minutos para ganhar no fim - afirmou o zagueiro.

- A gente ainda não tinha saído um jogo atrás. Fiquei feliz pela reação, a equipe continuou coesa, esperando o momento certo de empatar e buscar a virada. Time maduro. Contra o México, foi um jogo de nível alto, que nos deu a consciência do que vai ser a Copa daqui para a frente - completou David.

As comparações do desempenho na Copa das Confederações e na Copa do Mundo são inevitáveis a cada entrevista na Granja Comary. Vários jogadores já admitiram que o maneira envolvendo de o Brasil jogar em 2013 foi "descoberta" pelos adversários, o que dificulta o caminho. David Luiz, porém, vê a equipe ciente dos problemas e espera evoluir.

- Continuamos acreditando na nossa filosofia, na nossa evolução. Somos um time humilde, que gosta de crescer. Copa do Mundo não é a mesma coisa que Copa das Confederações. Hoje o nível é grande, a campeã do mundo saiu na primeira fase. Você vê times dificultando qualquer tipo de jogo, a Austrália quase ganhou da Holanda. A gente sabe que podemos crescer, e sabemos o que estamos enfrentando. Tem de saber sofrer, saber entender o adversário que pegamos, como o México. Se eles fizerem esse jogo daqui para a frente, vão longe - disse.