icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/03/2014
08:01

As graves lesões sofridas pelos zagueiros Edu Dracena, ainda na pré-temporada, e Gustavo Henrique, já durante o Campeonato Paulista, assustaram o torcedor do Santos e principalmente o técnico Oswaldo de Oliveira, que perdeu os dois titulares do setor pelo menos até a parada para a Copa do Mundo. Com poucas opções no elenco, o comandante pediu a manutenção de David Braz, que havia sido liberado para procurar outro clube, e também a contratação de outra peça.

Enquanto a diretoria observa o mercado sul-americano e conversa com o staff de Bruno Uvini para trazê-lo por empréstimo do Napoli, os defensores do atual elenco ajudaram a garantir o primeiro lugar geral na fase de grupos do Campeonato Paulista, levando 16 gols em 15 partidas. Feito suficiente para o comandante se derreter em elogios aos atletas. Inclusive David Braz, escalado na vitória por 2 a 1 diante do Palmeiras, neste domingo, na Vila Belmiro.

- O Edu Dracena, por exemplo, é um jogador com peso importantíssimo de liderança, e torço para ele se recuperar rápido. Também torço para que a gente consiga, com os zagueiros que estamos utilizando, dar conta do recado. Contra o Palmeiras, fiquei muito feliz com a participação do David Braz. O aproveitamento dele não vinha sendo muito regular, mas ele tem se superado - elogiou Oswaldo de Oliveira, logo após o clássico.

David Braz foi escalado diante do Palmeiras porque Oswaldo decidiu preservar o titular Jubal, pendurado com dois cartões amarelos. Nesta quarta-feira, diante da Ponte Preta, já pelas quartas de final, o jovem zagueiro deve voltar ao time para fazer dupla com Neto.

Santos bate Palmeiras na Vila e garante liderança no Paulista